Vereadores de Santana repercutem polêmica sobre gestão do Hospital Regional

02 dez 2016 - 13:59

Ao fim dos debates foi criada uma comissão para verificar in loco como andam os atendimentos na unidade.

Vereadores usaram a tribuna para comentar o episódio do Hospital (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Vereadores usaram a tribuna para comentar o episódio (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Vereadores da Câmara Municipal de Santana do Ipanema usaram a tribuna na sessão desta sexta-feira (2) para repercutir sobre a polêmica transição de gestão do Hospital Regional Clodolfo Rodrigues de Melo.

Os comentários de alguns dos parlamentares se deram em referência ao episódio ocorrido na madrugada de quarta para quinta, envolvendo o prefeito do município e a atual gestora da unidade, o Instituto Pernambucano de Assistência à Saúde (IPAS).

O vereador Zé Vaz fez questão de relembrar alguns de seus discursos anteriores, fazendo também uma retrospectiva dos episódios jurídicos envolvendo as duas partes na polêmica [Prefeitura e IPAS].

“Em outras sessões eu disse nessa tribuna, que fui mal interpretado, disse que nessa briga de cachorro grande só ia sobrar para o pequeno e hoje está acontecendo, está sobrando para o pobre”, disse ele, que ainda continuou: “Está casa tem mea culpa… estou aqui assumindo. Se o projeto tivesse sido apresentado antes, poderíamos ter um desfecho diferente. Ninguém está preocupado com os interesses da população, os interesses são outros”.

Parlamentares citam experiência

Vereadores debateram no plenário sobre o assunto (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Vereadores debateram no plenário sobre o assunto (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Vaz também relatou que foi até a unidade médica e havia sido informado que lá estava funcionando para casos de urgência e emergência. “Eles me disseram isso, mas eu pergunto, o que é urgência e emergência, pois eu vi uma mulher em trabalho de parto que não foi atendida num primeiro momento e só depois, que eu questionei é que receberam”, explicou na tribuna.

A vereadora Maria das Dores Dantas, a Dora de Ubiratan também entrou no debate e citou o caso do próprio esposo, que um dia depois da polêmica acabou precisando de atendimento no Hospital. “Eu quero agradecer pelo recebimento que foi feito pelos profissionais de plantão, na oportunidade, mas lá eles só tinham dipirona pra dar pro meu marido”, afirmou a vereadora.

Dora não poupou as críticas e chegou a indagar que hoje a unidade sofre de interferência política. “Se isso aconteceu com nós, pode acontecer com qualquer pessoa. Nosso hospital acabou, porque meteram ele em política. Cada um quer dizer que vai fazer melhor”, desabafou a edil.

Comissão para apurar

O presidente da Casa, vereador Genildo Bezerra, o Papa Tudo, decidiu acatar um dos pedidos do colega Zé Vaz e montou uma comissão composta de três parlamentares [Zé Vaz, Heleno Vieira e Mário do Laboratório]. O trio deve ir visitar a unidade e tirar dúvidas e esclarecimentos.

Papa Tudo também usou da palavra para fazer duras críticas ao prefeito do município, Mário Silva. Para o vereador o gestor santanense estaria descumprindo uma decisão judicial e ainda questionou os motivos dele estar dando posse a uma nova empresa. “Porque o prefeito com menos de um mês de terminar o mandato está querendo a todo custo colocar a nova empresa no hospital? Tenho certeza que ele não está pensando no atendimento a população”, disse o presidente na tribuna, em algumas de suas indagações.

Vão visitar a unidade

Ao final da sessão, os vereadores integrantes da comissão nomeada pela Mesa Diretora informaram que devem visitar ainda neste fim de semana o Hospital Regional Clodolfo Rodrigues de Melo.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários