União dos Palmares é 1º município do país a ter atendimento bucal on-line e gratuito Todos os moradores da cidade poderão baixar o aplicativo e ter ajuda 24 horas sobre o que fazer em caso de dor de dente ou outra urgência dental.

12 jun 2021 - 13:35

Foto: Divulgação

O prefeito Areski Damara, o Kil, decidiu anunciar a novidade nas próprias Redes Sociais. Na postagem do dia 19 de junho ele disse: “GRANDE NOTÍCIA! União será a primeira cidade do Brasil na democratização da odontologia, vamos implantar mais um serviço público de extrema importância para nossa população, vamos distribuir muitos sorrisos! Aguardem!”. O serviço ao qual o prefeito se referiu é o SOS Dental, um atendimento on-line e gratuito que estará disponível 24 horas, para socorrer todos os moradores da cidade, em qualquer urgência bucal.

União dos Palmares, no interior de Alagoas, tem uma população estimada de 65 mil pessoas e todos aqueles que comprovarem residência fixa na cidade terão acesso ao dispositivo para baixar no celular. O SOS Dental é um Guia interativo em que as pessoas, com uma urgência dentária, podem ter uma orientação imediata e gratuita sobre o que fazer para dor de dente, que cuidados devem ter para tratar uma infecção ou como aliviar a dor de dente quebrado.

“Mais do que um remédio para dor dente, a ideia desse atendimento inicial é identificar a gravidade dos casos e orientar o paciente sobre o que fazer, se é preciso buscar ajuda profissional imediatamente, qual profissional é o mais indicado para o problema dele e onde encontrar esse tipo de ajuda na região onde ele mora, seja na rede privada ou associada ao SUS”, explica o dentista Marcelo Schettini, criador da ONG SOS Dental e do aplicativo que estará disponível, de forma pioneira, em União dos Palmares.

O crescimento da procura por atendimento on-line, como forma de enfrentar as limitações impostas pelo distanciamento social, é um ponto importante para que o usuário possa se beneficiar da tecnologia usada na plataforma. Os desenvolvedores usaram um sistema de localização baseado no endereço da pessoa e a posição de antenas de telefonia móvel para apontar com precisão os locais disponíveis para onde os casos mais graves possam ser encaminhados, inclusive com agendamento de consulta na rede pública, por meio da plataforma. Os dentistas estão de plantão 24 horas e prontos para o atendimento via chat na plataforma.

A notícia dada pelo próprio prefeito de União dos Palmares foi comemorada pelos moradores que se manifestaram nos comentários do perfil do prefeito numa rede social. “Tô mesmo precisando de dentista e não posso pagar”, disse Josete Paulino (@josefada77). “Que notícia maravilhosa”, acrescentou Myguel Afredo.

Uma solução acessível para um país de desdentados

A dor de dente é um problema grave no Brasil e atinge, especialmente, as populações das regiões mais afastadas dos grandes centros urbanos. Estimativas apontam que 3.500 municípios brasileiros não possuem um dentista sequer. A procura por atendimento dentário na rede pública caiu em média 83,5%, desde o início da pandemia, segundo pesquisa feita pelo programa de Pós-Graduação em Odontologia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

É uma queda absurda num país em que a saúde bucal é deficiente e causa complicações para várias doenças. No caso de infecções, por exemplo, o sangue e a saliva entram em contato direto aumentando o risco de contaminações graves, com reflexo em outras partes do corpo. “Com esses dados, é possível concluir que o brasileiro está mais exposto ao agravamento de doenças por conta da falta de cuidados e atenção à saúde bucal”, avalia Marcelo.

A ONG SOS Dental já está em contato com outras prefeituras que desejam implantar esse mesmo  modelo de atendimento, permitindo até que a marcação de consultas odontológicas na Rede Pública do município seja feita através da plataforma. “Já iniciamos contatos com prefeituras que se interessaram pelo projeto em diferentes regiões do país, como  São João de Meriti, Nova Iguaçu e São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, e nas cidades de São José dos Pinhais e Curitiba, no Paraná, entre outras”, afirma o presidente da ONG.

Como baixar o aplicativo

Disponível para IOS e Android, o aplicativo SOS dental pode ser baixado sem qualquer custo pelo usuário que morar numa das cidades parceiras. Depois, uma vez instalado, o paciente, com uma emergência odontológica, solicita um atendimento. De imediato, o dentista colaborador da plataforma, irá pedir para que o paciente posicione a câmera na direção da boca e tire uma foto do dente com problema.

Na mesma tela, o usuário descreve o que está sentindo. Via chat, o dentista passa todas as orientações necessárias. Antes de seguir no atendimento, aparece uma tela de anamnese, no questionário o usuário deve informar se sofre de alguma doença, se tem alergia, se toma algum medicamento de uso contínuo, se está com a boca inchada e com pus. Ele deve informar o nome completo e a cidade onde se encontra.

“A rede de dentistas voluntários que temos hoje permite que possamos atender qualquer pessoa, em qualquer dos municípios brasileiros. Essa capilaridade acaba sendo fundamental para viabilizar e potencializar os resultados dos atendimentos”, acrescenta Marcelo.

Além disso, o aplicativo estimula a economia local já que há uma opção para os dentistas se cadastrarem, sem custo,  na plataforma e se capacitarem para receber os pacientes. Num país em que o número de dentistas está aquém das necessidades da população e nem todos têm acesso imediato ao dentista em caso de urgência, a plataforma surge como uma alternativa real de levar atendimento a quem realmente precisa.

“Hoje 3 estados concentram 55% dos dentistas de todos o país. Esse desequilíbrio na oferta de profissionais especializados no restante do país precisa ser compensado de alguma forma. E o SOS Dental é um passo importante na solução desse problema”, completa.

Um projeto premiado

A ONG SOS DENTAL foi criada em 2008 para levar atendimento odontológico gratuito para comunidades pobres e logo se tornou um sucesso. Em mais de 10 anos desenvolve ações que beneficiaram mais de 160 mil pessoas em 29 países da África, Ásia e América Latina. No Brasil, o atendimento em comunidades pobres do Complexo do Alemão, Arará; Pavão-Pavãozinho; Maré; Acari; Caixa D’ água; São Januário; Rocinha e Jacarezinho, no Rio de Janeiro e em comunidades do Rio Purus, no Amazonas, e Mato Grosso, deram a ONG SOS Dental o título dado pelo Sebrae de “melhor negócio do ano” no terceiro setor. É finalista de prêmios reconhecidos como o Brazil Foundation e do Google Negócios Impacto Social.

“Cada projeto que a gente desenvolve e cada resultado que alcançamos ficamos mais perto do nosso propósito, que é garantir que o atendimento odontológico no Brasil esteja acessível a todas as pessoas. Hoje 56% dos dentistas estão concentrados em apenas 3 estados. Com uso da tecnologia e iniciativas que promovam a inclusão das pessoas na rede de atendimento, talvez possamos começar a equilibrar esse jogo”, finaliza Marcelo.

Sobre SOS Dental

Fundada em 2008, a SOS Dental Social é uma Organização Social de Interesse Público que visa proporcionar atendimento odontológico para as populações pobres. Esta ação só é possível porque a ONG SOS Dental tem um consultório portátil que permite que o paciente seja atendido em qualquer local. Isso significa que nós não servimos apenas as comunidades, mas também as pessoas que têm dificuldades de acesso ao atendimento odontológico, como crianças e adolescentes em internatos, clínicas de reabilitação, creches, escolas, casas de apoio, instituições de caridade e grupos com dificuldades de locomoção.

Por Assessoria

Comentários