Time do Remo, do Pará, fecha com nomes conhecidos do futebol alagoano

02 jul 2020 - 10:00

Everton Silva e Zé Carlos são apostas do time do Remo (Fotos: Divulgação)

A situação do futebol paraense não é diferente do alagoano. Parados desde março, os clubes do Norte aguardam com expectativa o retorno do Parazão, como é conhecido o campeonato estadual, que assim como o nosso não tem data prevista para reiniciar.

Mas no Pará, diferente do que acontece na Terra dos Marechais, os clubes de futebol conseguiram uma grande ajuda do Governo do Estado, para passar esse período de crise. Quatro times receberam um valor de R$ 2,4 milhões.

Os quatro beneficiados irão disputar campeonatos promovidos pela CBF este ano. Remo e Paysandu estão na série C, enquanto Independente de Tucuruí e Bragantino disputarão a série D. 

Contratações

Com o dinheiro assegurado, a corrida para se reforçar teve início e o Clube do Remo, um dos mais tradicionais times de futebol do Brasil, anunciou nesta terça-feira (1) a contratação de dois velhos conhecidos do futebol alagoano.

O primeiro é lateral direito Everton Silva, de 26 anos, cearense da capital Fortaleza. Ele teve passagem pelo ASA, em 2017. Ano passado o atleta esteve no Sampaio Corrêa, do Maranhão. O lateral direito assinou com o Remo até o fim da temporada 2020.

Outro nome muito conhecido de Alagoas, que irá vestir a camisa do Leão do Norte é o do atacante e artilheiro Zé Carlos, natural de Maceió.

O jogador defendeu o Cruzeiro, em 2009, e ficou conhecido por ter por ter batido o recorde de jogador mais rápido a ser expulso em uma partida de futebol. Ele acabou punido aos 7 segundos, num jogo contra o atlético pelo campeonato brasileiro.

Apesar dos seus 37 anos, Zé dos Gols chega ao Remo com a esperança de fazer muitos tentos e levar o time a série B em 2021.

Por Ranio Costa / Da Redação

Comentários