SSP oferece dois canais para a população ajudar no combate ao crime No Disque-Denúncia o sigilo é garantido; Alerta Celular combate roubos e furtos de aparelhos

Roberison Xavier / SSP-AL

13 mar 2023 - 15:00


No Disque-Denúncia o sigilo é garantido; Alerta Celular combate roubos e furtos de aparelhos (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) colocou à disposição da população dois importantes serviços para ajudar as forças de segurança do Estado no combate à criminalidade: o Disque-Denúncia e o Alerta Celular. Os canais são oferecidos de forma on-line e têm sido fundamentais para a redução da violência em Alagoas.

Para o secretário da Segurança Pública, Flávio Saraiva, essa ação colaborativa tem resultado em várias apreensões. “Praticamente todos os dias as forças de segurança têm registrado apreensões de drogas após averiguar as informações repassadas ao 181. E a população tem colaborado bastante no combate ao crime organizado em todo o Estado. É pelo Disque-Denúncia, inclusive, que recebemos dados que ajudam a evitar que drogas cheguem a Alagoas e sejam distribuídas aos traficantes”, disse o secretário.

A coordenadora do Disque-Denúncia, Eliane Araújo, reforça que os agentes que atuam recolhendo as informações buscam todos os detalhes para garantir a conclusão do trabalho policial, mas garante que os dados pessoais do denunciante são mantidos em sigilo. “O anonimato é garantido. A população pode confiar, pois não há a mínima possibilidade de os policiais e agentes das forças de segurança saberem qualquer dado do denunciante”, enfatizou Eliane Araújo.

Ela lembrou que operações rotineiras têm sido ainda mais constantes para averiguar as denúncias, como a que ocorreu dia 8 de março, para verificar situação de violência contra mulheres. As informações recebidas também têm resultado em resgates de pessoas e animais em situação de maus-tratos, extrema negligência e insalubridade, além de ajudar as forças de segurança na prisão de foragidos da Justiça e de envolvidos em assaltos.

De acordo com dados do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac) da SSP, o número de denúncias realizadas pelo 181 aumentou nos dois primeiros meses deste ano em Alagoas. No comparativo entre 2022 e 2023, o crescimento foi de 32%.

Ainda segundo o balanço do Neac, em 2022 foram efetuadas 8.975 denúncias. Desse total, 45,3% são referentes ao tráfico de drogas, com 4.063 registros. Outros destaques são os crimes de maus-tratos contra animais (549), homicídios (488) e maus-tratos a idosos (375).

Este ano, as denúncias contra organizações criminosas que atuam no tráfico de entorpecentes continuam em primeiro lugar (1.048), seguidas de homicídios (186) e maus-tratos a animais (175). Todas as informações são verificadas e algumas delas resultaram em flagrantes, a exemplo do resgate de um idoso de 87 anos que vivia em situação de extrema negligência e insalubridade. O flagrante ocorreu no mês de janeiro, em Maceió.

As indicações repassadas ao Disque-Denúncia também têm ajudado as forças de segurança na prisão de foragidos da Justiça e de envolvidos em assaltos. Foi por meio das informações que chegaram ao 181 que militares do Batalhão de Polícia de Guardas (BPGd) prenderam o trio acusado de roubar passageiros de uma van do transporte complementar na parte alta de Maceió, em fevereiro.

Alerta Celular

Outro serviço gratuito oferecido à população é o Alerta Celular, que tem como objetivo criar um banco de dados de aparelhos de telefonia móvel e, assim, coibir a ação de assaltantes, dificultando a revenda de smartphones furtados ou roubados e facilitando a devolução dos itens aos proprietários. O sistema pode ser acessado pela internet, em computadores, celulares e tablets.

Para que a ferramenta dê resultados, os donos dos telefones devem cadastrar os celulares no sistema e, na possibilidade de terem o aparelho levado por bandidos, eles mesmos acionam a SSP pelo Alerta.

O banco de dados também permite que durante uma abordagem os policiais verifiquem o status do item apreendido ou em análise que esteja cadastrado. O cadastro deve ser feito no site https://alertacelular.al.gov.br, preenchendo um formulário. Após fazer o login, o usuário terá que adicionar o dispositivo, inserindo as informações sobre o aparelho.

De acordo com o secretário executivo de Gestão Interna da SSP, José Carlos dos Santos, é importante que o cadastro seja feito tão logo o aparelho seja comprado. “Para cadastrar é preciso ter o número do Imei, que funciona como um ‘CPF’ do celular e é com o aparelho e a nota fiscal que se consegue verificar os dois números identificadores de forma mais precisa”, afirmou José Carlos, lembrando que o status do aparelho no sistema é de responsabilidade do proprietário.

A forma mais simples para descobrir o Imei é pelo discador nativo. Basta acessar o teclado usado para fazer chamadas e digitar *#06#. Imediatamente, o número será exibido na tela. Outra possibilidade é verificar a embalagem do produto. As caixas dos celulares costumam trazer a informação numa etiqueta.

Comentários