Smartphones devem ficar mais baratos, afirma ministro

25 jan 2013 - 19:56


Cada vez mais popularizados, o “Celulares Inteligentes” [tradução para o português dos chamados Smartphones] poderão ter seus preços barateado ainda este ano, após uma redução de impostos e encargos cobrados pelo Governo Federal.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, relatou nesta sexta-feira (25) que a desoneração fiscal dos smartphones com tecnologia 3G deverá ser concedida para aparelhos até R$ 1 mil. Para tecnologia 4G, o teto deverá ficar em R$ 1,5 mil. Segundo ele, a regulamentação sobre a redução de tributos dos equipamentos deve ser concluída em breve pelo governo.

Caso seja concretizada, os Celulares Inteligentes, que a cada dia estão tomando espaço no mercado, poderão ficar cada vez mais acessíveis à população. Uma medida parecida foi tomada, também pelo governo no ano passado, quando reduziu a carga tributária nos Tablets.

Na avaliação do ministro, a proposta de preços apresentada pelo Ministério das Comunicações atende ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, que defendia teto de isenção dos aparelhos até R$ 2 mil.

Rede 4G

Outro ponto colocado pelo ministro foi a modernização do serviço de telefonia móvel de quarta geração (4G). “Na verdade, a previsão é fazer isso até 2016. A questão é se podemos antecipar um pouco ou não. Tem que dar incentivo para fazer andar mais rápido”, afirmou o ministro.

Segundo Paulo Bernardo, o governo irá elaborar um plano para desocupar a faixa de 700 MHz [usada para utilização da tecnologia 4G], que em diversas cidades está ocupada pelas emissoras de televisão analógica e a licitação nesses casos depende da digitalização das TVs.

Da Redação com Agência Brasil

Comentários