Servidores municipais de Maceió entram em greve nesta terça (17)

17 jul 2018 - 10:28

Sidney Lopes teme que a greve dos servidores da capital alagoana seja considerada ilegal na Justiça (Foto: Sandro lima / Arquivo / Tribuna Hoje)

Esta terça-feira, 17 de julho, marca o início da greve dos servidores municipais de Maceió, após meses de negociação salarial com a Prefeitura. Os trabalhadores pedem 15,41% de reajuste – somatórios dos anos de 2014 a 2017 sem aumento –, mas o prefeito Rui Palmeira (PSDB) só avançou até 3%. Os sindicatos exigem que a nova remuneração seja retroativa a janeiro deste ano por causa de sua data-base; a gestão só volta até o mês de junho.

Detalhe: a paralisação será de 50%. Segundo Sidney Lopes, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió e Região Metropolitana do Estado de Alagoas (Sindspref), os grevistas decidiram se antecipar.

“Na outra greve um desembargador a considerou ilegal porque tínhamos que manter 50% dos serviços em funcionamento, mesmo a lei federal dizendo 30%”, explica Sidney Lopes.

Veja a matéria completa no Tribuna Hoje 

Comentários