Seprev capacita dependentes químicos recuperados para o mercado de trabalho Dentre os cursos ofertados, o profissionalizante de masseiro iniciou as aulas práticas, esta semana.

Everton Dimoni / Ascom Seprev

21 jan 2023 - 14:43


Curso é uma oportunidade para que os ex-acolhidos sejam reinseridos no mercado de trabalho (Foto: Dyego Duarte / Ascom Seprev)

Dependentes químicos recuperados pela Rede Acolhe iniciaram, esta semana, as aulas práticas do curso de masseiro, ministrado pela Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), por meio de contrato com o Senac Alagoas. O programa de tratamento para dependentes químicos do Governo de Alagoas tem investido cada vez mais na reinserção social e produtiva dos ex-acolhidos, garantindo um futuro melhor e mais digno para pessoas que buscam abandonar o vício e escrever uma nova história de vida.

Conduzidos pelo professor Samuel Carlos – que é embaixador da gastronomia alagoana, prêmio conferido aos melhores chefs de cozinha do Estado -, os alunos vão aperfeiçoando as técnicas e criando receitas das mais diversas: das tradicionais massas de macarrão até pratos mais elaborados, como tortas doces, crepes e panquecas.

O instrutor ressalta que o Senac é referência nacional na formação de profissionais e que o curso é uma oportunidade para que os ex-acolhidos sejam reinseridos no mercado de trabalho. Ele explica que os alunos serão incluídos no banco de dados do Senac para futuras oportunidades e farão um projeto integrador que irá prepará-los para empreender no ramo da gastronomia.

“O curso contempla todo o processo de produção, desde as boas práticas da cozinha e segurança alimentar até a fabricação em si, quando eles colocam literalmente a mão na massa e iniciam a produção dos pães, bolos, pizzas, tortas, crepes e uma variedade de outros pratos. Com isso, eles sairão preparados para ingressar em qualquer empresa ou abrir seu próprio negócio como empreendedores”, diz.

O ex-acolhido João Bezerra, de 41 anos, conta que superou a dependência química com o apoio da Rede Acolhe e que vê no curso de masseiro uma oportunidade de dar a volta por cima. Há seis meses sem vícios, ele já concluiu os cursos de salgadeiro e de repositor de mercadorias, também oferecidos por meio de contrato com o Senac Alagoas.

Curso é uma oportunidade para que os ex-acolhidos sejam reinseridos no mercado de trabalho (Foto: Dyego Duarte / Ascom Seprev)

“O programa de reinserção social tem feito um bem muito grande para a minha vida. Hoje estamos trabalhando toda a parte prática da gastronomia, preparando pratos doces e salgados, tudo feito com muito carinho. A Rede Acolhe abre as portas para que pessoas com dependência química vençam o isolamento e retomem o convívio social de forma efetiva”, pontuou.

Para o gerente de Reinserção Social e Produtiva da Seprev, Diego Barros, a qualificação profissional e a reinserção social são fatores determinantes para a reabilitação deste público.

“Esse é o oitavo curso oferecido pela Seprev, por meio de um contrato com o Senac Alagoas, para os dependentes químicos que concluíram tratamento na Rede Acolhe e hoje se encontram abstêmios. Todos são cursos profissionalizantes que oportunizam a qualificação necessária para sua retomada ao mercado de trabalho, evitando, assim, eventuais recaídas no uso de substâncias químicas”, afirmou Diego Barros.

Curso é uma oportunidade para que os ex-acolhidos sejam reinseridos no mercado de trabalho (Foto: Dyego Duarte / Ascom Seprev)

Comentários