Seminário “Alagoanidade” vai discutir cultura e história alagoana nesta terça (31)

31 jan 2017 - 07:00

Evento marca mais uma atividade em comemoração aos 200 anos de Emancipação Política de Alagoas no Centro de Convenções.

Seminário Alagoanidade discutirá a história e elementos da cultura de Alagoas nos 200 anos de Emancipação Política (Foto: Divulgação)

Seminário Alagoanidade discutirá a história e elementos da cultura de Alagoas nos 200 anos de Emancipação Política (Foto: Divulgação)

O ano de 2017 marca os 200 anos de Emancipação Política de Alagoas e o Governo do Estado prepara diversas ações em áreas diversas até dezembro. Nesta terça-feira (31), a Comissão Mista Especial do Bicentenário inicia as atividades com o I Seminário Alagoanidade, com a finalidade de difundir a história e cultura alagoanas. O evento segue na quarta-feira (1º) e dia 6 de fevereiro, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso.

Durante o seminário, serão abordados por especialistas os seguintes temas: a Emancipação Política do Estado, a contribuição do negro na formação cultural alagoana e a presença do índio em Alagoas.

Segundo o coordenador da Comissão Mista Especial e secretário-chefe do Gabinete Civil, Fábio Farias, a intenção do Governo é marcar o ano de 2017 com eventos culturais, educacionais e de cidadania.

“Esse evento inicial terá uma abrangência profunda, pois as origens do Estado serão abordadas aqui, como, por exemplo, a presença holandesa em Alagoas, o Quilombo dos Palmares, acontecimentos anteriores ao dia 16 de setembro de 1817. Nossa intenção é que essa agenda do bicentenário envolva toda a sociedade alagoana até o final do ano,” ressalta Farias.

Programação

O seminário é composto por três dias de palestras sempre, às 19h, no Auditório Virgínio Loureiro, no Centro de Convenções. 

-Dia 31 de janeiro

Palestra: “Alagoas, a Odisseia de um Bicentenário”

Palestrante: Professor Doutor Douglas Apratto Tenório

-Dia 1º de fevereiro

Palestras: “Presença do Índio em Alagoas e “A contribuição indígena na formação histórica e cultural alagoana”.

Palestrantes: Graciliana Celestino Wakana e Marcos Terena

-Dia 6 de fevereiro (Em alusão ao dia 6 de fevereiro de 1694, data que marca a queda do Quilombo dos Palmares.

Palestra: “O Negro na Formação Histórica e Social de Alagoas”

Palestrante: Zezito Araújo.

Palestra: “Ambundu- Bantu e Afro-alagoanos Construindo Alagoas”

Palestrante: Júlio Tavares

Palestra: “Aspectos Religiosos do Memorial Quilombo dos Palmares e Parque Memorial Quilombo dos Palmares: o espaço de luta e resistência”

Palestrante: Zulu Araújo

Por Maria Barreiros / Agência Alagoas

Comentários