Secretário de saúde comemora avanços e investimentos em AL

19 mar 2013 - 09:11


Foto: Olival Santos/Cortesia

Foto: Olival Santos/Cortesia

Há um mês à frente da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), o médico Jorge Villas Boas já contabiliza grandes conquistas. Além de ter conseguido habilitar o Hospital Geral do Estado (HGE) para integrar o programa federal SOS Emergências, que irá incrementar R$ 3 milhões por ano para investir em equipamentos e humanizar o atendimento, também habilitou um Serviço de Nefrologia para a Santa Casa de São Miguel dos Campos, que será inaugurado no próximo mês.

Ao completar 30 dias à frente da Sesau, Villas Bôas anunciou que o HGE irá ganhar 114 novos leitos ainda este ano, que até o final da gestão Teotonio Vilela Filho (PSDB) serão construídas 60 novas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e que Maceió irá ganhar quatro Unidades de Pronto Atendimento (Upas), além das seis que já estão asseguradas para o interior.

Sobre a inserção do HGE no SOS Emergências, o secretário explica como isso pode auxiliar na melhoria da Saúde em Alagoas. “Realmente habilitar o HGE para integrar o SOS Emergências representa um avanço muito significativo. Ele irá assegurar o aporte de R$ 3 milhões anuais, que serão utilizados na aquisição de novos equipamentos e reformas. Com isso, iremos qualificar a gestão e o acolhimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), reduzindo filas e o tempo de espera por atendimento, que são problemas vivenciados pela unidade, mas, que acontecem em razão de ser um hospital porta aberta, que deve atender somente casos de urgência e emergência, mas acaba recendo pacientes com doenças crônicas, como a diabetes”, esclareceu.

Ele chegou no recorrente problema de falta da Atenção Básica, na esfera municipal. “Se os gestores municipais realizarem os investimentos necessários nesta área, com certeza nós teremos redução do fluxo de pacientes no HGE”, salientou, exemplificando. “Podemos citar dois emblemáticos. No caso das pessoas que têm pressão alta, que não têm acompanhamento eficaz na Atenção Básica, e acabam desenvolvendo um AVC [Acidente Vascular Cerebral] ou Infarto do Miocárdio. Nestes casos, os pacientes acabam recorrendo ao HGE”.

Por Assessoria

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.