Seca castiga população do Agreste e Sertão de Alagoas. Veja Fotos

15 jan 2013 - 06:00


Tons amarronzados são característicos num cenário de seca (Foto: Adalberto Custódio)

 

Quem viaja pelas rodovias das regiões Agreste e Sertão do Estado tem a oportunidade de presenciar um cenário desolador. Plantações totalmente secas, terra vermelha e muitos animais mortos são algumas das lamentáveis cenas que fazem parte do cotidiano de quem vive na zona rural.

Ao longo da rodovia AL 220, por exemplo, no trecho entre as cidades de Jaramataia e Delmiro Gouveia, os efeitos da seca são visíveis. É comum presenciar pessoas carregando baldes d’água em carroças ou até mesmo na cabeça. Água muitas vezes de pouca qualidade, mas que serve, principalmente, para matar a sede de quem já não tem mais outra saída.

 

Craibeira ao fundo ilustra o cenário, quase seco, na barragem do Rio Ipanema (Foto: Sergio Campos)

 

Vários açudes e rios que cortam o Sertão estão secando. O Rio Ipanema que, durante os períodos de chuva assusta os moradores de batalha parece um grande canteiro de obra por baixo da ponte, somente com pedras e muita areia.

No último dia 4, o Governo do Estado publicou no Diário Oficial o Decreto 24.179, que declara situação de emergência por conta da seca em 37 municípios do Agreste, Bacia Leiteira e Sertão. Os municípios são os seguintes: Arapiraca, Água Branca, Batalha, Belo Monte, Cacimbinhas, Canapi, Carneiros, Craíbas, Coité do Nóia, Delmiro Gouveia, Dois Riachos, Estrela de Alagoas, Girau do Ponciano, Inhapi, Igaci, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Major Izidoro, Maravilha, Mata Grande, Minador do Negrão, Monteirópolis, Olho D’Água das Flores, Olho D’ Água do Casado, Olivença, Ouro Branco, Palestina, Palmeira dos Índios, Pão de Açúcar, Pariconha, Piranhas, Poço das Trincheiras, Santana do Ipanema, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira, Quebrangulo e Traipu.

Por Adalberto Custódio / Minuto Arapiraca

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.