Saúde inicia campanha de combate a verminoses em alunos de escolas públicas

18 mar 2013 - 15:59


Foto: Carla Cleto

Foto: Carla Cleto

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) iniciou, nesta segunda-feira (18), a campanha nacional de combate a verminoses em alunos de escolas públicas. O lançamento da ação, resultado de uma iniciativa do Ministério da Saúde (MS), aconteceu na Escola Dom Pedro I, em Paripueira, e contou com atividades educativas.

Destinada aos 49 municípios prioritários, a campanha “Hanseníase e verminoses tem cura: é hora de prevenir e tratar” recebeu ainda a adesão de três municípios alagoanos de forma espontânea – Paulo Jacinto, Limoeiro de Anadia e Minador do Negrão. A proposta da ação é livrar as crianças dos vermes com apenas uma dose do medicamento Albendazol 400 mg.

Durante a solenidade, a superintendente de Vigilância em Saúde, Sandra Canuto, esclareceu sobre a importância da parceria entre o Estado e os municípios e entre as próprias secretarias municipais. Segundo Sandra Canuto, como a doença é a que mais acomete as crianças, é importante alertar os pais ou responsáveis a procurar, na escola ou na Unidade de Saúde, informações a respeito das geohelmintíases, que constituem um grupo de doenças parasitárias intestinais, que provocam dores abdominais, diarreias, anemia, perda de peso, palidez excessiva, barriga grande e sangramentos intestinais.

“Para evitar as doenças parasitárias, as pessoas devem limpar as mãos, ferver bem a comida e lavar as verduras, dentre outros cuidados necessários para se prevenir da doença”, citou Sandra Canuto, que esclareceu ainda que a iniciativa pioneira do MS é o primeiro passo para a criação de indicadores sobre a doença, cumprindo, assim, o plano integrado da Saúde.

Segundo a gestora municipal da Educação, Gilvane Pacheco, e da Saúde, Lisete Machado, a parceria garante o êxito da campanha. “Agradecemos o apoio do Estado e a parceria com a Saúde e Assistência Social porque vemos a Educação como um meio para colaborar com pais e alunos no combate às verminoses”, disseram.

Campanha – A Campanha, que prossegue até o dia 22 de março, foi criada pelo Ministério da Saúde como parte do Plano Integrado de Ações Estratégicas de Eliminação da Hanseníase, Filariose, Esquistossomose, e Oncocercose como Problema de Saúde Pública, Tracoma como Causa de Cegueira e Controle das Geohelmintíases, com ações previstas no período entre os anos de 2011 e 2015.

Por Ascom / Saúde

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.