Santanense relata situação difícil ao acompanhar paciente no HGE

08 ago 2019 - 16:04

Morador registrou alguns momentos da noite no HGE (Foto: Cortesia)

O líder comunitário santanense Jaudiran Pereira Silva traz um relato de momentos difíceis durante a noite desta quarta-feira (7), após se dirigir ao Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió. Ele fala que está acompanhando uma tia que sofreu um AVC e que pode ter a perna amputada.

Como já esteve em outras vezes no mesmo hospital, Jaudiran começa explicando que os pacientes, que antes ficavam nos corredores, agora são colocado em uma ala, entretanto, isso não teria melhorado a situação.

“Aqueles vídeos que vocês vêem, que o HGE não está mais superlotado e nem tem mais macas nos corredores é mentira, é maquiagem. Eu estou aqui dentro e eu estou vendo realmente os corredores livres, porém existe uma área a azul e de várias cores, e é nessas área que eles estão jogando os pacientes em cima de macas e não é nem um leito de respeito. O banheiro da área que estou só jesus meu deus do céu. A cadeira de rodas de banho toda quebrada toda suja sem higiene nenhuma”, descreve ele.

Jaudiran está ao lado da senhora Maria Helena Pereira, de 59 anos. Segundo ele, um cirurgião disse que a senhora vai ter que amputar o pé direito, mas não deu previsão para o procedimento. “Ele havia dado alta a três paciente e ainda existe 22 pacientes na frente dela”, falou  sertanejo. 

O morador fez diversas fotos enquanto esteve no hospital e compartilhou com a reportagem. Veja abaixo:

O acompanhante continua o desabafo e se diz indignado com o que passou. “Meu amigo estou aqui só o pó pra o bagaço. a situação aqui é um descaso total. passei a noite toda em um banquinho e a minha sorte foi que uma senhora me emprestou se não eu ia passar a noite toda em pé”, falou.

Respostas

Na manhã desta quinta (8), o site Alagoas na Net entrou em contato com a assessoria de imprensa do HGE. Explicamos a situação e mostramos as fotos apresentadas por Jaudiran.

A assessoria emitiu uma nota sobre o ocorrido, onde explica inicialmente a situação médica da paciente e qual deve ser seu encaminhamento. O comunicado também fala sobre as instalações da sala e diz que o hospital está em fase de aquisição de poltronas.

O hospital também indicou que já providenciou uma nova cadeira para o transporte da paciente, equipamento que foi citado e fotografado por Jaudiran.

Cadeira dada após o apelo do morador (Foto: Ascom HGE)

Veja abaixo a nota na íntegra do HGE:

A gerência do Hospital Geral do Estado (HGE) esclarece que a paciente Maria Helena Pereira, encaminhada do município de Santana do Ipanema no dia 07 de agosto, ontem, às 17h, com quadro de infecção em membro inferior direito e com tratamento já iniciado no estabelecimento de origem, foi avaliada pela clínica médica e cirurgia vascular. A paciente está sendo medicada com analgésicos, antibióticos e outras medicações específicas para o quadro e cuidados gerais. Pode vir a necessitar de tratamento cirúrgico a depender de sua evolução, para isso, a unidade hospitalar já solicitou a presença de familiares de primeiro grau para deixá-los cientes do caso e autorizar procedimentos que possam vir a ser necessários.

No que diz respeito à hotelaria, a direção informa que já existe processo para aquisição de poltronas reclináveis. A paciente está alocada em uma área restrita a 20 leitos, sem superlotação, e com assistência médica e terapêutica 24h por dia.

A gerência do HGE reafirma o compromisso em prestar assistência à população alagoana e lembra que, a unidade hospitalar é referência no atendimento de urgência e emergência, 100% Sistema Único de Saúde (SUS). O HGE orienta aos acompanhantes e pacientes que, qualquer observação sobre o atendimento, a Ouvidoria SUS, localizada no 1º andar da unidade, deve ser acionada, seja presencialmente ou pelo telefone (82) 3315-7458.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários