Santana: Prefeitura faz nova posse do Hospital e tem mais um conflito com IPAS

12 dez 2016 - 16:49


Atualmente a unidade estaria abrigando dirigentes das duas entidades, IPAS e OS Geração.

Unidade foi palco de mais um episódio dessa novela (Foto: Alagoas na Net / Arquivo)

Unidade foi palco de mais um episódio dessa novela (Foto: Alagoas na Net / Arquivo)

A Prefeitura de Santana do Ipanema está deixando a população cada vez mais confusa sobre a gestão do Hospital Regional Clodolfo Rodrigues de Melo.

Em uma nova movimentação, que começou na manhã desta segunda-feira (12), o prefeito Mário Silva se dirigiu a unidade com assessores para novamente entregar a gestão a OS Geração, empresa ganhadora do Chamamento Público.

Acontece que, segundo informações de pessoas que presenciaram o ato, pela segunda vez houve resistência dos dirigentes do Instituto Pernambucano de Assistência à Saúde (IPAS). As justificativas de ambos os lados continuam sendo as mesmas.

Para a Prefeitura, a nova empresa OS Geração é que teria legitimidade, já que foi vencedora da licitação e está com o contrato assinado pelo Executivo. Já para o IPAS a decisão judicial, que determina a prorrogação do contrato com a entidade, é sua garantia de permanência na unidade.

E no meio desta briga de argumentos, hoje pela manhã os trabalhadores do Hospital estiveram de um lado para o outro e se perguntavam a quem deveriam responder já que, ironicamente, duas empresas agora estão dentro da unidade e defendem ser administradoras.

Respostas até agora

Nosso repórter passou boa parte da manhã e tarde na unidade em buscas de informações oficiais sobre o episódio. Entretanto, somente abordamos algumas pessoas na saída o Hospital, um deles o procurador do município, Paulo Fernando Oliveira. Resumidamente o advogado disse que foi já foi dada posse a nova empresa e afirmou também que foi marcada uma audiência no Fórum, na próxima quinta-feira (15), para tratar do assunto.

Também encontramos com alguns dos representantes da nova empresa, OS Geração, e questionamos detalhes de como a entidade está tomando posse. Um os interlocutores limitou-se a dizer apenas que a transição está acontecendo e que a prioridade é manter os serviços para os usuários.

Não encontramos nenhum dos diretores do IPAS para comentar o caso, entretanto, através de grupos do WhatsApp a reportagem tomou conhecimento da manifestação do médico André Seabra, integrante da Diretoria Técnica do Hospital.

Entre outras afirmações ele diz que a OS Geração está forçando os médicos, que não querem atuar com a nova empresa. “Semana passada houve um movimento judicial que piorou a situação do prefeito, e sabendo disso, ele está tentando tomar a força o hospital”, disse em parte da mensagem.

A reportagem ainda procurou detalhes junto à presidente do Conselho Municipal de Saúde, Socorro Braga que esteve presente durante a manhã e acompanhou parte do processo. Por telefone tentamos falar, mas a ligação caiu na primeira tentativa, e depois não conseguimos mais estabelecer o contato.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários