Mesmo com revogação, aumento da CIP incidiu nas contas de março em Santana

02 abr 2018 - 20:03

CIP na conta de comerciante veio bastante salgada (Foto: Cortesia / Alagoas na Net)

Moradores da cidade de Santana do Ipanema, no Médio Sertão de Alagoas tiveram que novamente pagar um alto valor na Contribuição de Iluminação Pública (CIP), presente na conta de energia elétrica no mês que passou.

Ocorre que, mesmo com a revogação do aumento, feito pela Câmara de Vereadores no dia 16 de março, as contas do final do mês ainda vieram com a cobrança alta do tributo.

Segundo apurado pelo site Alagoas na Net, alguns episódios em que houve menor consumo de energia, a CIP não diminuiu. É o caso de uma loja no centro da cidade em que o responsável mostrou, com insatisfação, o chamado “talão da luz”.

Em fevereiro seu consumo foi de R$ 1.080 e gerou uma CIP de R$ 39,79. Quando a conta de março chegou, o comerciante percebeu que seu consumo diminuiu para R$ 952,19, mas a CIP alcançou o valor de R$ 122,55.

Em outro registro, desta vez um cliente residencial, é possível constatar que houve pequena queda no consumo, mas a CIP permaneceu. Nas contas enviadas à redação, em fevereiro o morador consumiu R$ R$ 91 e a CIP de R$ 21. Em março o consumo caiu para R$ 82, mas a taxa foi idêntica.

Na casa de um consumidor, a CIP se manteve, mesmo com diminuição do consumo (Foto: Cortesia / Alagoas na Net)

Abril não tem mais

Procurado para comentar a incidência do aumento da CIP, o superintendente do Consórcio Intermunicipal de Gestão da Iluminação Pública (Cigip), Djalma Lira, afirmou que neste mês as contas já devem chegar sem a taxa aumentada.

“As contas que vieram com algum aumento ainda se referem ao mês anterior, a partir deste mês a Eletrobras começa seu ciclo a partir de amanhã [dia 3] e vai voltar ao que era antes”, explicou o responsável do Cigip.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários