Santana: Defesa afirma que prefeito e vice não serão afastados do cargo

02 fev 2018 - 19:08

Defesa afirma que vai recorrer da sentença (Foto: Lucas Malta/Alagoas na Net)

A defesa do prefeito Isnaldo Bulhões e de sua vice Christiane Silva Bulhões, ambos do MDB, se manifestou nesta sexta-feira (2), horas depois da divulgação da sentença que cassou seus diplomas eleitorais. Em nota, é afirmado que a decisão está sujeita a recurso e que o prefeito vai permanecer no cargo.

As sentenças em questão são relativas a Ações Eleitorais (Investigação Judicial, Impugnação de Mandato Eletivo e Representação) propostas pelo Ministério Público Eleitoral e pela coligação adversária, no ultimo pleito em 2016.

Na visão da advogada Dra. Jamile Coelho, defensora do réu, não houve uma análise correta dos argumentos apresentados pela defesa razão pela qual serão interpostos os recursos cabíveis. A defensora também afirma que os testemunhos colhidos são contraditórios e não ajudam a tese do MP.

“[os testemunhos] ao revés, ajudam a defesa que sempre afirmou, sem medo de errar, que as ações são infundadas por que inexistiu a distribuição de camisas, compra de voto, bem como qualquer ilegalidade na prestação de contas, esta que fora, inclusive, aprovada pelo TRE/AL”, indica.

A defensora ressalta ainda que não há prova de que o prefeito, e sua vice, teriam praticado, anuído, ou ordenado que alguém realizasse qualquer das práticas narradas pelos autores das ações. “As sérias acusações não passaram de uma verdadeira orquestria com vistas a induzir o Judiciário a erro”.

Ao final, a defesa destaca que deve encarar “todos os recursos cabíveis, acreditando, obviamente, que a justiça será feita, tudo em prol de prestigiar, por certo, a vontade dos eleitores do município de Santana do Ipanema”.

Da Redação com Assessoria

Comentários