Renan Filho decide vetar aumento do próprio salário e do vice-governador Decisão será encaminhada à ALE ainda nesta semana para análise dos deputados.

15 ago 2017 - 09:33

Governador deve vetar próprio aumento (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Apesar de a Procuradoria Geral do Estado (PGE) opinar pela sanção do Projeto de Lei, de autoria da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa (ALE), que reajusta os salários do governador e do vice-governador em 6,29%, percentual similar concedido a todos os servidores públicos estaduais, em junho deste ano, o chefe do Executivo, Renan Filho (PMDB) confirmou que vai vetar o aumento.

O parecer da Procuradoria Geral do Estado, o qual opina pela possibilidade jurídica de sanção do Projeto de Lei, foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) em 9 de agosto.

Em contato com a reportagem da Tribuna Independente, Renan Filho disse que vai vetar o reajuste salarial aprovado pela Assembleia Legislativa de Alagoas, em sessão extraordinária realizada no mês passado em sessão extraordinária.  Para ele, “o cenário econômico não permite aumento salarial para governador”.

Veja matéria completa no Tribuna Hoje

Comentários