Raízes de Arapiraca inicia exibição de documentários no Cinesystem O projeto Raízes de Arapiraca já lançou 98 documentários com relatos dos protagonistas que se dedicaram e trabalharam duro ao longo dos anos.

18 out 2021 - 09:13

Foto: Assessoria / Deputado Ricardo Nezinho

Quando as luzes da Sala 1 do Cinesystem – Arapiraca se apagaram, a Estrela Radiosa brilhou. A 5ª edição do projeto Raízes de Arapiraca foi lançada na tarde deste domingo (17/10) com a apresentação de 15 documentários apresentando personagens que participaram e testemunharam várias histórias de desenvolvimento da segunda maior cidade de Alagoas.

O cinema, famoso pela exibição de filmes imaginativos, exibiu documentários roteirizados em fatos reais. O projeto é idealizado pelo deputado estadual Ricardo Nezinho.

“A gente espera que o projeto Raízes de Arapiraca seja referência e fonte de pesquisa para escolas e faculdades e que possa resgatar o passado de Arapiraca e ajudar a montar a estrutura do futuro. Quem participa, antes de qualquer coisa, é vencedor na vida. Contribuiu como pessoa, profissional, pai, mãe, filho, para a construção de uma bela história como é a de Arapiraca”, comentou Ricardo Nezinho.

Seguindo os protocolos sanitários de segurança, personagens e familiares puderam acompanhar quase 1 hora de contações e relatos importantes de situações pessoais que estiveram presentes no passado arapiraquense.

“Nossa história foi construída por muita gente que veio de outros municípios e estados. Ganhou mais força com quem passou a ser natural de Arapiraca. E todo este amor pela terra fundada pelo sertanejo Manoel André e que foi emancipada graças aos esforços de Esperidião Rodrigues, se transformou em desenvolvimento. Por isso o projeto contempla várias pessoas de diferentes setores da sociedade”, explicou Nezinho.

Foto: Assessoria / Deputado Ricardo Nezinho

“Seu” Luiz Terto, de 85 anos, plantou e colheu vitórias nesta terra. O fumicultor foi um dos responsáveis a tornar Arapiraca conhecida no País como a “Capital Brasileira do Fumo”. Nascido e criado em Arapiraca, ele enraizou o progresso para a família frutificar 9 filhos, 18 netos e 7 bisnetos, sendo que mais dois já estão a caminho.
Um dia depois de comemorar o 85º aniversário, se viu na tela do cinema. Viu a história passar na frente dos olhos e adentrar nos ouvidos dos convidados do projeto. “Fico muito feliz de contar minha vida e de minha família. A gente, de alguma forma, ajudou Arapiraca e crescer e Arapiraca ajudou minha família a se desenvolver também”, comemorou.

O procurador de justiça aposentado Geraldo Majela Pirauá fez uma declaração de amor a Arapiraca. “É o ar que eu respiro há 47 anos. Tenho 72 anos e passei mais da metade da minha vida aqui, colaborando na Educação, Justiça, Saúde. Arapiraca me ajuda a manter meus ideais e a lutar sempre que tenho alco como bom para o município”, disse.
“A ideia do deputado estadual Ricardo Nezinho em fazer este projeto é maravilhosa. Ele foi iluminado e muito feliz ao oferecer o Raízes de Arapiraca para que as pessoas contem suas histórias de contribuição para a edificação desta cidade”, apontou Majela.

A vice-prefeita de Arapiraca, Rute Nezinho, irmã do deputado, também comemorou o sucesso do projeto. “Quem está aqui fazendo revelações que até então ficavam dentro da família, mostra como conseguiu superar dificuldades. São heroínas e heróis de diferentes áreas sociais, profissões. Quem assiste os documentários sai mais forte”, afirmou Rute.

Foto: Assessoria / Deputado Ricardo Nezinho

Na lista deste domingo foram exibidos os documentários sobre Dona Geruza, Geraldo Silva, Antônio Roberto, José Aleixo Magalhães, Maria Luiza, Euclides Oliveira, Roberto Gonçalves, Domingos Cassimiro, Josefa Balbino, Cícero de Sofia, Carlito Madeira, José Pereira Fernandes da Silva, José Ventura Filho, Luiz Bernardo e Geraldo Magela Barbosa Pirauá.

Quando as luzes do cinema no Arapiraca Garden Shopping foram acesas, Arapiraca brilhava com intensidade nos olhos marejados dos convidados e homenageados. As máscaras não escondiam os olhares de felicidade e orgulho.
Nesta festa de lançamento, os 15 personagens apresentados hoje ganharam de presente do deputado Ricardo Nezinho, os quadros que foram expostos na Casa da Cultura dentro da programação de 97 anos de Arapiraca.

FUTURO

O projeto Raízes de Arapiraca já lançou 98 documentários com relatos dos protagonistas que se dedicaram e trabalharam duro ao longo dos anos. É o maior projeto etnográfico do mundo. E não vai parar aqui: O deputado explica que até o final de 2021 pelo menos 102 novos documentários serão levados ao público.

“Desta forma a gente também faz homenagem às pessoas idosa. São vencedoras e contribuíram para tudo o que a gente vê hoje no município. São pessoas com muita sabedoria de vida e precisamos sempre beber nesta fonte de conhecimento”, afirmou Ricardo Nezinho.

Por Assessoria / Deputado Ricardo Nezinho

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.