Governo anuncia entrega de farelo para municípios em situação de emergência

02 abr 2014 - 07:00

Ao todo, 40 municípios que estão em situação de emergência serão beneficiados com entregas de farelo de milho, silagem e sementes

Secom

Foto: Secom

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário vai entregar cerca de 20 mil quilos de farelo de milho, como uma das ações dentro do plano de trabalho com foco nas estratégias de convivência com a seca. Ao todo, 40 municípios que estão em situação de emergência serão beneficiados com as entregas de farelo, que devem seguir até junho deste ano. Além do farelo, nos próximos dias devem ser entregues também silagem e sementes.

Batalha, São José da Tapera, Pão de Açúcar, Carneiros, Olho d’Água das Flores, Inhapi, Senador Rui Palmeira, Palmeira dos Índios, Belo Monte, Palestina, Girau do Ponciano, Piranhas, Delmiro Gouveia, Poço das Trincheiras, Estrela de Alagoas e Maravilha já receberam o farelo.

De acordo com o coordenador das ações da Seagri no Sertão, Miguel Oliveira, são priorizados agricultores familiares atendidos pelos programas da Secretaria como o Alagoas Mais Ovinos, o Programa de Avicultura Familiar e o Mais Leite, e organizados em associações ou cooperativas.

“Vale destacar que a Seagri repassa o farelo, mas quem fica responsável pela distribuição são os próprios municípios, seja por meio das prefeituras ou associações e cooperativas”, explicou Miguel.

O farelo de milho servirá para alimentar os animais durante o período de estiagem. “Este apoio é de grande importância para minimizar os danos causados pelo período de estiagem. Estamos ensinando ao homem do campo a conviver melhor com a seca e esta é mais uma ação de suporte. Para isso, contamos com apoio do governador Teotonio Vilela e do vice José Thomaz Nonô, que está atento à situação de emergência e determinou uma série de ações que já estão sendo executadas por todo o governo”, disse o secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário, José Marinho Júnior.

Agência Alagoas

Comentários