Presidente da Câmara minimiza polêmica e diz que votação da Lei Delegada foi “muito boa”

21 jan 2017 - 00:53

“O prefeito vai ter o direito de criar e escolher algumas coisas, para que possa a administração fluir”, explicou o peemedebista.

Presidente minimizou a polêmica sobre a lei (Foto: Lucas Malta/Alagoas na Net/Arquivo)

Presidente minimizou a polêmica sobre a lei (Foto: Lucas Malta/Alagoas na Net/Arquivo)

O presidente da Câmara de Vereadores de Santana do Ipanema, Mário Siqueira Silva (PMDB) avaliou como “muito boa” a votação que aprovou o Projeto de Resolução nº 01/2017, a chamada Lei Delegada, ocorrida na noite desta sexta-feira (20).

Sobre a convocação relâmpago, que fez com que seus colegas fossem avisados um dia antes da sessão extraordinária, Mário minimizou a polêmica alegando que a urgência proposta pelo prefeito Isnaldo Bulhões fez com que o Poder Legislativo também agisse rapidamente.

“Acho que todo mundo sabe o que é uma lei delegada, inclusive vocês do site que divulgaram. Nada mais é do que o gestor tentar organizar sua própria Casa. Foi assim que fez o governador Teotônio, o Renan Filho, o Rui Palmeira”, esclareceu ele.

Mário também alegou que a lei não tira, de maneira alguma, o poder do vereador. “O que vai acontecer é que o prefeito vai ter o direito de criar e escolher algumas coisas, para que possa a administração fluir”, explicou o peemedebista.

Apesar de falar sobre essas mudanças na Prefeitura, o vereador que compõe a base do prefeito Isnaldo Bulhões disse ainda não saber exatamente as mudanças que o gestor maior tem em mente. “Nós só conversamos a respeito da lei, ainda não sobre o que ele deve mudar. Obviamente com o passar dos dias ele vai vendo o que é necessário realizar e nós vamos acompanhar”, respondeu o presidente da Casa.

Na oportunidade Mário também abordou sobre a escolha do Procurador da Casa Tácio Chagas Duarte, que formalmente ainda não tinha sido divulgado, mas esteve presente durante a sessão extraordinária. “Fizemos uma consulta ao doutor Neto [antigo procurador da Casa e hoje procurador da Prefeitura] e ele indicou o doutor Leonardo Pacífico. Ele estará sempre aqui com a gente”, afirmou o vereador, apontando o advogado que antes era cotado como sub-procurador do município de Santana.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários