Prefeitura de Santana inicia recadastramento de servidores nesta segunda (16)

16 jan 2017 - 01:03

Procedimento vai até a próxima sexta-feira (20) e deve contabilizar cerca de 1500 trabalhadores.

Administração quer saber situação dos seus servidores (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Administração quer saber situação dos seus servidores (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

A Prefeitura de Santana do Ipanema, município do Médio Sertão de Alagoas, inicia nesta segunda-feira (16) um recadastramento de todos os seus servidores públicos.

Foram separados cinco dias para que os trabalhadores apresentem todos os seus documentos e atualizem seus dados perante a gestão.

O secretário de Administração e Recursos Humanos, Antônio de Pádua Nunes afirmou que o recadastramento é o primeiro passo para o município saber o quadro e a situação dos seus funcionários.

“Sei que mesmo após esse chamado ainda vai haver casos especiais, como entrega de atestados médicos e outros, mas isso vamos avaliar passo-a-passo”, relatou o secretário.

Sem se comprometer com um numero exato, o gestor da pasta estimou que o município sertanejo deve contar hoje com quase 1500 funcionários públicos efetivos. “Até onde eu vi são mil, quatrocentos e poucos servidores”, avaliou ele.

Pádua também afirmou que a medida administrativa deve sanar parte do que ele chamou de “furacão”, encontrado na sede do Poder Executivo Municipal, herdada pela antiga gestão. “O recadastramento tem o efeito de otimizar a gestão e evitar o desperdício do gasto público”, asseverou.

Como se dará o recadastramento

O recadastramento dos servidores de Santana do Ipanema acontecerá em cinco dias seguidos, de hoje até a próxima sexta-feira (20). Os trabalhos serão realizados no Tênis Clube Santanense, situado à Rua Prefeito Adeildo Nepomuceno Marques, no bairro Monumento.

Para ordenar o recadastramento a secretaria decidiu fazer o chamado separando os servidores pela primeira letra de seus nomes. Veja na tabela abaixo como ficou.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O decreto de nº 19/2017 instituiu o ato administrativo e elencou todos os documentos que os servidores devem levar para o recadastramento. O decreto também informa que o servidor que não comparecer a atualização sem justificativa, ou que deixar de fornecer os dados bancários terão seus vencimentos suspensos.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários