Prefeitura de Santana do Ipanema quer manter IPAS na gestão do Hospital Regional

28 mar 2017 - 00:20

Neste mês o Poder Executivo anulou administrativamente o último chamamento público realizado.

Ipas administra Hospital Regional desde fundação (Foto: Assessoria Ipas)

Ipas administra Hospital Regional desde fundação (Foto: Assessoria Ipas)

A Prefeitura de Santana do Ipanema vai solicitar à Justiça a renovação, mais uma vez, do contrato com Instituto Pernambucano de Assistência à Saúde (IPAS) para a gestão do Hospital Regional Clodolfo Rodrigues de Melo.

A medida, segundo a procuradoria do município, é a ‘solução’ mais acertada enquanto se organiza uma nova licitação, já que o último chamamento público foi anulado pela atual gestão.

A decisão do Poder Executivo ocorre na ultima semana do prazo do contrato, que vence na próxima sexta-feira (31). Os serviços do município sertanejo com o IPAS foram renovados pela segunda vez, em novembro do ano passado, a partir de uma sentença do juiz da 1ª Vara Cível de Santana do Ipanema, Kleber Borba Rocha.

E será para este magistrado que o município deve solicitar a nova prorrogação, conta o procurador José de Barros Neto. “Vamos comunicar ao juiz responsável sobre a anulação do chamamento e daí solicitar a renovação por mais alguns meses, enquanto o novo chamamento é feito”, explica o procurador, sem mencionar o novo prazo.

Questionado se a inidoneidade do IPAS não seria um empecilho para mais uma renovação de contrato, o procurador confessa que o quesito é realmente visto como impeditivo para novas contratações, mas dada as circunstâncias, ele alega que o município não tem condições assumir a gestão da unidade, nem contratar diretamente outra empresa, restando apenas esta opção para preservar a continuidade dos serviços.

IPAS fica, mas direção já saiu

Apesar do sinal para manutenção do IPAS, informações apuradas pela reportagem dão conta de que os principais dirigentes do hospital, que eram da OS já não estão mais trabalhando na unidade. Uma das saídas foi do diretor da unidade, Marco Calderon. Há poucos dias o próprio até reuniu funcionários para se despedir.

Em busca respostas oficiais procuramos, na semana passada, a secretária de saúde, Normanda Santiago, que diante das informações disse que não tinha conhecimento dos fatos. Também procuramos o próprio Marco Calderon, mas este respondeu através de mensagens que estaria viajando e que posteriormente atenderia o site. O que não ocorreu até o fechamento desta matéria.

Mesmo diante do silêncio, uma fonte ouvida pelo site confidenciou que essas últimas modificações teriam estremecido a relação do IPAS com a atual gestão municipal. Esta fonte informou ainda que a OS não estaria satisfeita por que praticamente foi tirada do comando do hospital.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários