Prefeitura abre licitação para contratar empresa e concluir obra de UPA em Santana

06 abr 2016 - 18:02

Unidade de Pronto Atendimento já foi alvo de polêmica a pouco mais de um ano e meio.

Placa da unidade já esteve exposta no Hospital (Foto: Portal Maltanet)

Placa da unidade já esteve exposta no Hospital (Foto: Portal Maltanet)

A Prefeitura de Santana do Ipanema, região do Médio Sertão de Alagoas, publicou nesta quarta-feira (4) no Diário Oficial dos Municípios (DOM), a abertura de licitação para contratação de uma empresa de construção. O objetivo é a conclusão da obra da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A notícia exposta no Diário traz apenas um resumo do pregão, que está marcado para acontecer às 8h do dia 25 deste mês. Informa ainda que o edital completo para os interessados está disponível na Sede Administrativa do Município, no horário das 10h às 12h.

Em busca de maiores detalhes sobre o local, bem como o andamento da referida obra, o site Alagoas na Net manteve contato por telefone, por volta das 12h30, com o secretário de Saúde, Braulio Wanderley.

Na oportunidade ele disse que estava numa reunião e que posteriormente retornaria a ligação. No inicio da noite* o secretário informou a redação que a localização da UPA deverá estar localizada num anexo ao Hospital Clodolfo Rodrigues de Melo. Entretanto, Bráulio indicou que procurássemos a direção do hospital a fim de saber maiores informações sobre o andamento da obra.

Polêmica da UPA

Há pouco mais de um ano e meio uma grande polêmica envolvendo a UPA de Santana tomou conta do noticiário estadual. O fato foi noticiado pelo Jornal Gazeta de Alagoas em agosto de 2014, ao apresentar denúncias do radialista Fernando Valões, junto com o ex-presidente do Conselho Municipal de Saúde, José Ferreira de Souza, popularmente conhecido como “Ailton da Ambulância”.

O presidente relatou à imprensa, naquela data, que foi discutido no Conselho, duas propostas para implantação da UPA em Santana. “Na época, falava-se em um valor entre R$ 120 mil e R$ 200 mil para o pagamento da equipe médica e, pelo que sei, esse pagamento nunca aconteceu, já que a UPA não foi habilitada. O que existe na frente do Hospital Clodolfo Rodrigues não passa de uma fachada”, disse.

Já o radialista Valões sugeriu o esclarecimento se é legal a constituição de uma equipe médica para uma unidade que sequer existe formalmente. “Como um órgão permite o cadastro de médicos com informações de que eles têm vínculo empregatício por tempo determinado, e tudo isso de mentirinha?”, perguntava Valões.

Obra do PAC

A instalação de Unidades de Pronto Atendimento faz parte do conjunto de obras que compõe o Programa de Aceleração do Crescimento, lançado pelo Governo Federal.

De acordo com informações do site do Ministério do Planejamento, a obra de ‘Ampliação da Upa em Santana’ tem um investimento previsto de pouco mais de 1 milhão (exatos 1.036.140,00). A data de referencia apresentada é de 31 de dezembro de 2015.

Da Redação com informações do Jornal Gazeta

Atualização: Matéria foi editada às 18h35 após o contato telefônico do secretário municipal de Saúde.

Comentários