Prefeito de Olho d’Água das Flores diz ter achado secretarias sucateadas e falta de documentação

10 jan 2017 - 17:58

Uma das secretarias que a equipe do novo prefeito mais percebeu degradação foi a pasta da Saúde.

Aparelhos degradados e locais "abandonados" é queixa do atual gestor (Foto: Assessoria)

Aparelhos degradados e locais “abandonados” é queixa do atual gestor (Foto: Assessoria)

O prefeito do município de Olho d’Água das Flores, Carlos André dos Anjos (PR), o popular “Nen”, diz ter encontrado secretarias sucateadas e falta de documentação durante os trabalhos da primeira semana da sua gestão.

Através de sua assessoria, o gestor sertanejo se queixou dos equipamentos encontrados e do estado físico nos locais de trabalho. “A falta de arquivos importantes para o atendimento à população e até a substituição de discos rígidos (HD’s) dos computados foram detectados pelos secretários”, relata a assessoria.

Uma das secretarias que a equipe do novo prefeito mais percebeu degradação foi a pasta da Saúde. O secretario e vice-prefeito Rubens Moura disse estar muito apreensivo, e chamou de calamidade o que achou no prédio sede.

A falta de medicamentos foi outra reclamação permanente do titular da Saúde. “Estamos com o estoque baixíssimo, a gestão anterior não se preocupou nem em dar continuidade aos pacientes que fazem uso de remédio continuo e básico”, afirmou o gestor.

Os reclames da equipe do prefeito seguem também na secretaria de Agricultura. “Encontramos carros deteriorados e sem manutenção, zona rural sem abastecimento de água entre outros problemas”, revelou a secretaria Paula Fernandes, responsável pela pasta.

O chefe do Executivo afirmou que até imaginava presenciar uma situação difícil, mas a falta de informações e a troca de discos rígidos em computadores foi o que mais lhe chamou a atenção. “É o máximo da falta de responsabilidade. Por que fizeram isso? Não sei como se faz uma coisa dessas. O maior prejudicado é a povo olhodaguense”, disse Nem de Humberto.

secretarias_oaf_sucateadas (1)

Picture 1 of 5

Respostas

Pela manhã nossa reportagem manteve contato com a assessoria da ex-prefeita da cidade, Ester Damasceno, que ficou de enviar respostas sobre as denúncias. Entretanto, até o fechamento da matéria não recebemos respostas.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários