Policiais militares salvam vida de recém-nascida em Viçosa Socorro rápido realizado pelos policiais militares preservou a vida da pequena Bruna Sofia.

29 mar 2021 - 08:52

Passado o susto, pequena Bruna Sofia segura nos braços da mãe junto a alguns os policiais que participaram da ação (Foto: Cortesia / PM-AL)

A noite de 27 de março de 2021 vai ficar marcada para os integrantes do Pelopes e na vida da família da pequena Bruna Sofia. O pelotão especializado pertencente à 4ª Companhia de Polícia Militar Independente (CPM/I) vivenciou uma experiência atípica e inesquecível em Viçosa, Zona da Mata alagoana.

As guarnições da Polícia Militar de Alagoas realizavam patrulhamento na região e fizeram uma pausa para buscar a refeição noturna. Enquanto isso, próximo dali, Leidijane da Silva amamentava sua filha de apenas 24 dias quando notou algo estranho. A pequena Sophia sofreu um engasgo com o leite materno. Ao perceber que a criança perdera a respiração e, já desfalecida, ficava com aspecto arroxeado, a mãe saiu em desespero buscando ajuda.

Ao sair na rua, ela avistou os policiais e pediu socorro. Prontamente, Leidijane e o bebê foram colocados na viatura em direção à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município. Durante o percurso os militares realizaram o procedimento para desobstrução das vias aéreas. A criança expeliu o líquido, voltando a respirar normalmente. Já na UPA, Bruna Sofia recebeu atendimento médico, foi liberada, voltou para casa e passa bem.

“Minha sorte foi a polícia que estava ali. Antes mesmo de chegar na UPA, eles tentaram reanimar ela e minha filha tornou. Obrigada por ter me ajudado”, declarou Leidijane em vídeo postado nas mídias sociais. Nas imagens, gravadas após o susto, a senhora segura sua filha que dorme tranquilamente em seus braços.

“Graças a Deus tudo terminou bem. Foi um momento único na vida de todos nós e ficará guardado em nossos corações. Ser policial militar é motivo de orgulho para nós e a pequena Bruna Sofia veio nos lembrar que estamos no caminho certo. Não importam as circunstâncias, nossa missão é preservar e salvar vidas”, declarou o aspirante Charlandison Rodrigues, que acompanhou o caso e vivenciou tudo de perto. O cadete comandava as guarnições compostas pelos cabos Thiego, Freitas e pelos soldados J. Cavalcante, M. Brito, Idarlan, Russel, M. Barbosa e Melo.

O comandante-geral da PM, coronel Wellington Bittencourt comentou e parabenizou a ação: “O que poderia ter resultado em tragédia ganhou um final feliz graças à ação rápida desses nove policiais. Um gesto nobre que podemos chamar de ato heroico. Parabéns aos envolvidos que tão bem entendem e cumprem a missão de servir e proteger”.

Por Assessoria / PM-AL

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.