PF deflagra operação que investiga fraude com Pronaf no Sertão de Alagoas Estima-se que o valor total dos contratos investigados aproximar-se de R$ 1,5 milhões.

02 dez 2021 - 08:10


Equipes da PF cumprem mandados de busca e apreensão em municípios do Sertão (Foto: Assessoria / PF-AL)

A Polícia Federal em Alagoas deflagrou, nesta quinta-feira (2), a operação Pasto de Papel, que tem como objetivo investigar crimes contra o sistema financeiro cometidos em Delmiro Gouveia e municípios vizinhos do Sertão.

Segundo a PF, a Operação Pasto de Papel teve apoio do Banco do Brasil, instituição bancária que opera a concessão dos financiamentos relacionados ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

As investigações indicam que um grupo obtinham recursos do Pronaf, contudo, em grande parte dos casos, o dinheiro circulava entre os membros da própria associação criminosa ou eram transferidos para terceiros.

O esquema estaria sendo feito através de simulações de contratos de promessa de compra e venda, comodato e de outras formas de titularidade de uma propriedade rural, além de fraudes na instrução dos pedidos de financiamento.

Estima-se que o valor total dos contratos investigados aproximar-se de R$ 1,5 milhões.

Aproximadamente 50 Policiais Federais foram mobilizados para dar cumprimento a 10 mandados de Busca e Apreensão, expedidos pelo juízo da 11° Vara Federal de Alagoas, Subseção de Santana do Ipanema.

Os documentos apreendidos serão juntados ao inquérito policial instaurado na Polícia Federal em Alagoas e que está em andamento.

Da Redação com Assessoria PF-AL

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.