PF deflagra operação que investiga desvio do Fundef em Canapi

10 maio 2018 - 07:43

Polícia cumpriu mandados em quatro cidades, duas no Sertão (Foto: Assessoria PF-AL)

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (10), mais um desdobramento da operação “Triângulo das Bermudas”, ação que investiga desvios de recursos públicos em Canapi, município do Alto Sertão de Alagoas.

A operação desta vez, segundo a PF, tem o objetivo de debelar uma organização criminosa que atuou no município à época em que Genaldo Vieira, o popular “Vieira do Povão” foi prefeito da cidade. Ele era vice-prefeito de Celso Luiz, quando este foi afastado.

Estão sendo cumpridos mandados nas cidades de Canapi, Delmiro Gouveia, Tanque D’Arca, Marechal Deodoro e Maceió.  São 11 mandados de busca e apreensão, 3 ordens de seqüestro (apreensões de veículos que teriam sido adquiridos com o dinheiro desviado de Canapi), além de notificação dos investigados para recolher fianças entre R$ 10.000,00 a R$ 100.000,00.

De acordo com a PF, as fraudes agora apuradas envolvem o ex-prefeito, o ex-advogado do prefeito, o ex-secretário municipal de finanças e empresários. As empresas investigadas são a SONIBRÁS, CLAUDIA SOARES PEDROSA LTDA, JL DE MACEDO NETO LTDA e a KAP LOCAÇÕES e SERVIÇOS.

PF cumpriu 14 mandados no estado (Foto: Assessoria PF-AL)

A investigação da polícia apurou que em apenas quatro dias (entre 26 à 29 de dezembro de 2016) foram gastos cerca de R$ 7 milhões, valor justamente que restou do precatório do FUNDEF, que Celso Luiz não desviou de Canapi.

Nesse inquérito policial são investigadas fraudes na prestação de serviços de limpeza de fossas, reparo de telhados, alimentos, fornecimento de cestas básicas, transporte escolar e recuperação de estradas vicinais.

A PF-AL informou que haverá coleta coletiva de imprensa às 10h na sede da PF em Alagoas, localizada no Jaraguá, em Maceió/AL.

Da Redação com Assessoria PF-AL

Comentários