Pesquisadores da Ufal alertam sobre flexibilização do isolamento no país Fábio Guedes e Sérgio Lira destacam a necessidade de parâmetros seguros para tomar essa decisão.

10 jun 2020 - 09:40

Foto: Felipe Brasil / Agência Alagoas

Em artigo publicado no início deste mês, os professores Fábio Guedes Gomes, professor de  Economia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa em Alagoas (Fapeal); e Sérgio Henrique Albuquerque Lira, professor do Instituto de Física da Ufal alertam para os impactos de uma abertura, nesse momento, das atividades econômicas no Brasil.

O pesquisadores destacam que “faltam diretrizes claras, objetivas e bem embasadas de como isso poderia ser planejado com segurança”. Os professores avaliam as decisões tomadas em outros países e o acompanhamento que foi feito em cada caso, para a abertura não prejudicar inclusive as atividades corporativas que mais pressionam por essa reabertura.

No artigo, os professores informam que uma pesquisa encomendada pelo Ministério da Saúde está em andamento para embasar as análises das autoridades governamentais. “Conforme relatório técnico produzido por um grupo de epidemiologistas da Universidade Federal de Pelotas, como parte de uma pesquisa maior encomendada pelo Ministério da Saúde, temos várias epidemias no país e essa característica é muito acentuada no Nordeste (…)”.

Por fim, os professores concluem, no artigo, que é preciso acompanhar parâmetros como: hospitalização e taxa de mortes; capacidade de atendimento de saúde, após retomada de cirurgias eletivas; e fazer as testagem e rastreamento de contágio. “O que mais importa é a definição de parâmetros sólidos, que tragam segurança aos programas, definição espacial, observando as condições sanitárias de cada região”, finalizam os pesquisadores.

Leia o artigo completo, CLICANDO AQUI.

Nesta quarta-feira (10), às 11 h, o professor Sérgio Lira participa de uma live no Instagram e Youtube @ufaloficial

Por Assessoria / Ufal

Comentários