PC-AL cria força tarefa para atuar mais rápido em agressões contra mulheres

17 abr 2019 - 14:27

Foto: Ilustração

A Polícia Civil de Alagoas divulgou nesta quarta-feira (17) que criou uma força-tarefa com o objetivo de apurar com mais agilidade crimes de violência contra a mulher e evitar possíveis feminicídios.

O órgão diz que para isso as forças policiais serão intensificadas e a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) de Alagoas passa agora a monitorar os casos de violência diariamente.

O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, disse que os delegados de qualquer cidade alagoana poderão solicitar apoio de grupos operacionais especiais da PC, como a Asfixia e o Tigre.

A determinação já foi repassada aos quatro diretores de área da PC, que darão suporte imediato às delegacias nos municípios. O secretário da SSP, coronel Lima Júnior, também colocou a PM à disposição.

“Esse trabalho integrado inclui ações preventivas para evitar que a mulher vire alvo. Temos que proteger as mulheres que estão em situação vulnerável e evitar o pior”, afirmou o secretário de segurança.

O delegado-geral da PC destaca que a denúncia da vítima ou de familiares e amigos é fundamental para que o autor seja encontrado e detido e lembrou dos canais para denúncia.

“É importante lembrar que toda mulher que for vítima de violência pode procurar uma das nossas delegacias ou ligar para o Disque Denúncia (181) para denunciar o caso de forma anônima e sigilosa. Essa denúncia faz com que a polícia possa, mais rapidamente, tirar o acusado de circulação e evitar novos crimes contra mulheres”, avisou.

Da Redação com Assessoria SSP-AL

Comentários