Palestra gratuita debaterá a gestão de endividamento das empresas Ação da Fecomércio, em parceria com o Sebrae, foi pensada para ajudar os empresários na administração das dívidas nesse período de pandemia.

22 jul 2020 - 11:04

Foto: Steve Buissinne / Pixabay

Com o decreto de isolamento social, a maior parte das empresas tiveram suas atividades suspensas, mas os compromissos financeiros e tributários continuaram. Como consequência, muitos estabelecimentos comerciais recorreram a empréstimos para poderem sobreviver à pandemia do Covid-19 (coronavírus).

Pensando nisso, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio AL), em parceria com o Sebrae AL, realizará no dia 28 de julho, às 19h, a palestra “Gestão de endividamento”, com o economista Lucas Sorgato. O evento será online e as inscrições gratuitas podem ser feitas no site da Federação.

A ideia é debater algumas ações e metodologias que possam ajudar os empresários a encontrarem alternativas para uma melhor administração das dívidas de suas empresas, reestruturando-se na retomada.  De acordo com Sorgato, o capital de giro é um dos meios de empréstimo mais comum entre as empresas e, muitas vezes, o mais utilizado de forma errada, já que algumas pegam capital de giro para usar como investimento, o que pode dar problema no fluxo de caixa empresarial porque a taxa é alta e o prazo muito baixo. O financiamento, o empréstimo direto ao empreendimento e o refinanciamento de imóveis são outras modalidades contraídas pelas empresas.

Mas qual é o mais indicado? “Vai depender muito da necessidade da empresa por conta de tempo, prazos e valores. Capital de giro é o mais rápido, por isso, como oportunidade, talvez seja o mais indicado. Financiamentos e empréstimos demoram mais, mas têm um prazo maior e taxas menores. Então depende muito do que se pretende fazer”, avalia o economista.

Na gestão das dívidas, alguns empreendimentos acabam arrolando o débito, o que pode não ser prejudicial a depender como a empresa está planejada e como está atuando. “Se ela arrola essa dívida para conseguir um prazo maior e um fluxo de caixa mais interessante para o seu negócio, pode ser uma estratégia interessante a se fazer”, analisa Sorgato.

Após meses de atividades paralisadas devido à pandemia, muitos negócios ficaram com mercadorias estocadas, além de acumularem dívidas. Por isso, na retomada é importante buscar uma forma de vender o estoque parado ou de levantar recursos com vendas futuras. “Vai entrar o aspecto do empresário de se reinventar e buscar o seu nicho de inovação. Alguns bancos e alguma lógica governamental estão ajudando para poder disponibilizar crédito, mas não é nem fácil e nem rápido, mas também seria uma solução”, aponta.

A palestra abordará como utilizar o recurso financeiro da melhor forma possível, mas não só no momento de crise. “Claro que no momento de crise será melhor explorado, mas a gente também vai tratar de outras coisas, como verificar e compatibilizar um determinado empréstimo, financiamento, capital de giro, como isso irá afetar na precificação, afetar o impacto de seu negócio e como isso também pode salvar”, ressalta.

SERVIÇO

Palestra “Gestão de endividamento”, com o economista Lucas Sorgato

Data: 28 de julho de 2020

Hora: 19h

Inscrição: www.fecomercio-al.com.br (clicar no banner do evento)

***A inscrição é necessária para o participante receber o link da sala virtual***

Por Assessoria / Fecomércio AL

Comentários