Sobre Sérgio Campos

Sérgio Soares de Campos, nasceu em 11 de novembro de 1961, em Santana do Ipanema, Alagoas. Possui crônicas publicadas em sites e livros como: À Sombra do Umbuzeiro e À Sombra do Juazeiro. É membro idealizador e cofundador da Associação Guardiões do Rio Ipanema (Agripa). Criou o projeto musical Canteiro da Cultura, lançado dia 14 de dezembro de 2019.


O rio Ipanema pede socorro

21 abril 2021


Sergio Campos em visita ao local conhecido como cachoeiras (Foto: Sérgio Campos / Cortesia / 2014)

Não dá para entender o porquê de tanto abandono pelo nosso querido e tão importante rio, o Ipanema.

Na história desse tão importante patrimônio geográfico que banha o Sertão de Alagoas não se conhece um trabalho de nenhum político voltado a defender este que sempre defendeu a vida de tantos seres, a exemplo da fauna e da flora.

Foi através deste bem da Mãe Natureza que milhares de sertanejos mataram a sua sede, já que durante anos os moradores da única cidade que recebe o nome deste rio, beberam as águas do Panema, como era chamado antigamente.

Inclusive, antes de homenagear a nossa querida padroeira Senhora Sant’Ana, a cidade recebeu o nome de Ribeira do Panema, em seguida foi chamada de Santa Ana da Ribeira do Panema e, de forma definitiva, foi oficializada como Santana do Ipanema.

Merecidamente, o mês de julho é dedicado à nossa excelsa padroeira. Enquanto isso, recentemente, através da luta da Associação Guardiões do Rio Ipanema – AGRIPA, grupo de luta em defesa do rio, criado em 10 de agosto de 2014, o qual eu tive a grata satisfação em idealizar e ser cofundador, criou o Dia do Rio Ipanema, que acontece no dia 21 abril. Este projeto foi aprovado pela Câmara de Vereadores, no entanto, não se observa das autoridades locais qualquer empenho na divulgação, para assim refletir na população um maior interesse em preservar este patrimônio.

Mesmo tendo o seu dia de homenagem, o rio Ipanema não recebeu das autoridades de Santana do Ipanema, ou de Alagoas, a exemplo de deputados estaduais, federais ou senadores, responsáveis, nenhuma voz de defesa da sua recuperação. Enquanto isso, este tão importante patrimônio enviado por Deus, nos deu tantos benefícios, como por exemplo: alimentos, água para beber, ou para tomar banho, bem como muito lazer, para, as nossas almas, proporcionar muito prazer.

Ainda assim, não perdemos a esperança de que algum dia, muitas vozes irão se levantar em defesa do nosso querido rio Ipanema. Salve este patrimônio de tão grande importância para nossa história.

Através de uma composição musical, eu fiz um alerta do rio Ipanema ao povo da minha cidade natal, onde eu pude desfrutar de todos os bens que este patrimônio geográfico nos ofertou. A canção Não Me Deixe Afogar, faz parte do projeto Canteiro da Cultura, onde tem a interpretação do cantor ARLY Cardoso.

Veja abaixo:

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.