O livro “mais controvertido do ano”

13 ago 2013 - 18:58

O barulho em torno de um romance erótico que narra o caso sexual entre uma jovem professora e um aluno de 14 anos.

k-bigpic-600x337

Celina é uma professora de 23 anos de uma escola de Tampa, Florida.

É sexualmente explosiva, e tem a beleza de uma modelo.

Vive um casamento frustrante com um homem porque ele é um velho, para ela. Tem menos de 30, mas ela tem compulsão por meninos de 14.

E então ela dá um jeito de lecionar para garotos dessa idade. Logo elege um deles, Frank.

E viram amantes.

Tudo foi bem até ir mal.

Esta, basicamente, a história do que está sendo chamado de “livro mais controvertido do ano”: Tampa, a estreia em romance da americana Alissa Nutting.

Tampa, lançado há poucas semanas, pertence à corrente de erotismo feminino que floresceu com a trilogia 50 Tons de Cinza, da inglesa El James.

Comprei e li, com um clique, a versão digital de Tempa. Para quem gostou de 50 Tons, isto é, mulheres em busca de uma vida sexual mais animada, nem que seja na ficção, é um romance perfeito.

Alissa não teve que criar, a rigor, uma história. Ela trabalhou em cima de um fato real, ocorrido há alguns anos na escola que ela cursou em Tampa.

Na vida real, como na ficção, uma jovem professora conquistou um garoto de 14 anos, e ambos copularam alegremente até na sala de aula até serem descobertos.

Debra_Lafave

A professora, que casara fazia apenas nove meses, acabou presa, embora tenham dito na época do julgamento que ela era bonita demais para terminar na cadeia. Como você pode ver na foto acima, não era exagero.

O marido, um bonitão, não se furtou a comparecer a vários programas de tevê para contar detalhes da vida conjugal com a predadora sexual.

Tampa tem um fórmula que minimiza o choque que um caso de pedofilia feminina pode causar: o uso de humor.

Humor, sabem todos os praticantes de sexo, é um antiafrodisiáco por excelência.

A cena em que ela vê pela última vez o marido é brilhante. Ele pergunta se ela o ama. Ela não responde nada. Então ele tenta uma migalha à qual se agarrar. “Você ama alguma parte de mim? Algum dia amou?”

O leitor sabe que não. O marido lhe provoca repulsa física, mental e sexual.

Tampa provavelmente será lançado em breve no Brasil. Por mais que as coisas mudem, livros com apelo sexual continuarão a ser campeões de vendas, e as editoras sabem disso melhor que você e eu.

Diário do Centro do Mundo

Comentários