Ministra do STF sobre Vaquejada: animal é colocado em estado de sofrimento

19 out 2016 - 11:36

Presidente do STF foi decisiva para o resultado da ação e disse que assistiu bastante coisa pra chegar a decisão.

Ministra foi questionada sobre a decisão que proibiu a vaquejada em todo país (Foto: Reprodução / TV Cultura)

Ministra foi questionada sobre a decisão que proibiu a vaquejada em todo país (Foto: Reprodução / TV Cultura)

A presidente do Superior Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, realizou uma das suas primeiras manifestações sobre a decisão que tornou inconstitucional a prática da vaquejada no país.

A fala da magistrada foi exibida na última segunda-feira (17) durante o programa Roda Viva, da TV Cultura. Cármen Lucia foi questionada pela jornalista Eliane Cantanhêde, do jornal O Estado de S. Paulo, a respeito de seu voto contra a realização de vaquejadas.

“O porteiro do meu prédio, seu José, me reclamou que o STF tomou uma decisão sem conhecer o problema, sem entender a importância pra região, que é a questão da vaquejada. Ele queria saber por que vocês decidiram isso e se é possível rever”, indagou a entrevistadora.

Em sua resposta a presidente alegou que assistiu vários vídeos sobre o caso e que isso acabou sendo fundamental para sua decisão. “Quando começou o julgamento, que eu tinha apenas lido os textos memoriais, eu até achei que era só algo festivo, cultural… Mas quando eu assisti ao que eles fazem com o touro, aí era impossível, porque aí põe em estado mesmo de sofrimento. Foi por isso que eu votei”, disse a ministra.

Para reforçar ainda sua resposta ela argumentou que viu naquela prática que o animal é colocado em estado de sofrimento e que tal atitude passa ao ser humano uma abertura para ele também se tornar mais insensível com o sofrimento.

“A insensibilidade com o sofrimento de um animal passa para a insensibilidade com outro ser humano e nós estamos vendo em que sociedade nós estamos vivendo, em que a vida, no final, fica valendo pouco”, finalizou Cármen.

Confira abaixo toda a entrevista da Ministra Carmem Lúcia ao programa Roda Viva. Para aqueles que querem ver a pergunta e a resposta o trecho se inicia no momento de 1h12min33.

Sobre a votação

No dia 6 de outubro o Supremo decidiu por 7 votos a 6 derrubar uma lei do Ceará que regulamentava a vaquejada. Apesar de se referir ao estado nordestino, a decisão serve de referência para todo o país.

Como já ocupava o cargo de presidente, a ministra Cármen Lucia acabou sendo o último voto a ser computado, e acabou desempatando o caso.

Veja abaixo o vídeo da sessão do pleno sobre este caso. Para ver o voto específico da ministra o internauta pode adiantar o vídeo até os 24min36.

Da Redação

Comentários