Menos férias na ALE: “Impunidade” facilita esvaziamento das sessões, avalia Cunha

12 jun 2017 - 15:59

Deputado Rodrigo Cunha (Foto: Assessoria ALE)

Entrando em mais uma semana de expectativa para votação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que reduz o período de recesso parlamentar de 90 para 55 dias durante o ano na Assembleia Legislativa de Alagoas, o deputado Rodrigo Cunha (PSDB) avaliou que a dificuldade em obter o quórum necessário é facilitada pela inexistência de sanções aos faltosos.

Em entrevista ao Blog, ele lembrou que, para que as faltas sejam abonadas, basta que o parlamentar apresente um requerimento simples, com uma justificativa “genérica”.

“A situação é triste, pois o momento do plenário é dedicado à avaliação de proposições legislativas e a incapacidade da ALE formar o quórum mínimo para a votação de uma PEC é preocupante. Apesar disso, continuo na cobrança para que os parlamentares cumpram com seus deveres funcionais e estejam presentes durante essa semana no plenário da Casa”.

Veja matéria completa no Blog da Vanessa Alencar no CadaMinuto

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.