Menos férias na ALE: “Impunidade” facilita esvaziamento das sessões, avalia Cunha

12 jun 2017 - 15:59

Deputado Rodrigo Cunha (Foto: Assessoria ALE)

Entrando em mais uma semana de expectativa para votação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que reduz o período de recesso parlamentar de 90 para 55 dias durante o ano na Assembleia Legislativa de Alagoas, o deputado Rodrigo Cunha (PSDB) avaliou que a dificuldade em obter o quórum necessário é facilitada pela inexistência de sanções aos faltosos.

Em entrevista ao Blog, ele lembrou que, para que as faltas sejam abonadas, basta que o parlamentar apresente um requerimento simples, com uma justificativa “genérica”.

“A situação é triste, pois o momento do plenário é dedicado à avaliação de proposições legislativas e a incapacidade da ALE formar o quórum mínimo para a votação de uma PEC é preocupante. Apesar disso, continuo na cobrança para que os parlamentares cumpram com seus deveres funcionais e estejam presentes durante essa semana no plenário da Casa”.

Veja matéria completa no Blog da Vanessa Alencar no CadaMinuto

Comentários