Melhora nos indicadores leva Alagoas a posição de destaque em ranking nacional Resultado considera avanços promovidos pelo Governo do Estado em categorias como solidez fiscal, infraestrutura e eficiência da máquina pública.

01 jun 2021 - 07:55

Infraestrutura é um dos pilares temáticos do ranking que cresceu em Alagoas (Foto: Thiago Sampaio / Agência Alagoas)

Os avanços promovidos pelo Governo do Estado em categorias como solidez fiscal, infraesturutura e eficiência da máquina pública levaram Alagoas a posição de destaque no Ranking de Competitividade dos Estados.

A informação foi publicada no portal do jornal Folha de São Paulo, na noite do último sábado (29), em reportagem sobre o novo ranking de estados baseado em medidas de ESG (governança ambiental e sustentável) e de ODS (definidas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da ONU) que será lançado em setembro pelo Centro de Liderança Pública (CLP).

Realizado desde 2011, o documento anual analisa 73 indicadores distribuídos em dez pilares – infraestrutura, sustentabilidade social, segurança pública, educação, solidez fiscal, eficiência da máquina pública, capital humano, sustentabilidade ambiental, potencial de mercado e inovação – formulados com números e dados extraídos de órgãos e fontes oficiais.

O realce conferido ao desempenho alagoano decorre da constatação de que, mesmo com perfil econômico menos privilegiado – penúltima posição na renda domiciliar per capita (IBGE) –, o estado avançou para o 15º lugar na edição 2020 do ranking. É a terceira melhor entre as unidades da federação na região Nordeste, atrás apenas do Ceará (10º) e da Paraíba (13º).

De acordo com o periódico, além de Alagoas, “entre os estados em que a discrepância competitividade/renda (no sentido positivo) é maior estão Amazonas, Paraíba e Ceará”. Na comparação, o texto também mostra o exemplo inverso: “O Rio de Janeiro, com a quarta maior renda domiciliar per capita, ocupa o 11º lugar do ranking do CLP. O estado tem baixíssima pontuação em segurança pública, solidez fiscal e potencial de mercado”.

A evolução de Alagoas também foi reconhecida em outras categorias do diagnóstico, considerado uma das principais ferramentas de avaliação da administração pública no país – de acordo com o CLP, vinte estados brasileiros utilizam os relatórios para estabelecer metas de gestão, apresentar potenciais socioeconômicos e atrair investimentos em desenvolvimento sustentável.

Além de conquistar o Prêmio Excelência em Competitividade na modalidade Boas Práticas pelo segundo ano consecutivo, dessa vez com o Programa Escola 10, Alagoas cresceu em quatro dos dez pilares temáticos (Infraestrutura, Potencial de Mercado, Sustentabilidade Ambiental e Eficiência da Máquina Pública) e continuou a figurar com destaque em outros dois índices: Solidez Fiscal e Segurança Pública.

“Este ranking é fundamental para estruturar o planejamento dos estados, uma vez que elenca variáveis fundamentais para o desenvolvimento e para o crescimento da competitividade”, disse o governador Renan Filho, à época da premiação, em novembro do ano passado.

Por Agência Alagoas

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.