Mais de 35 mil alagoanos podem ter o título eleitoral cancelado

23 fev 2017 - 16:32

As listas com os nomes ficarão disponíveis nos cartórios eleitorais por, no mínimo, dez dias, com publicidade nos meios de comunicação.

Mais de 35 mil alagoanos podem ter títulos cancelados (Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil)

Mais de 35 mil alagoanos podem ter títulos cancelados (Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil)

Desde a última quarta-feira (22), os cartórios eleitorais em todo o país começaram a dar publicidade às relações de eleitores que deixaram de votar nas três últimas eleições e que podem ter o título de eleitor cancelado.

Os dados revelam que o número de eleitores faltosos é de 1.961.530 no Brasil e 35.892 em Alagoas. Na capital Maceió, existem 14.318 eleitores faltosos, em Arapiraca 2.172 e em Rio Largo 904 eleitores com pendências.

As listas com os nomes ficarão disponíveis nos cartórios eleitorais por, no mínimo, dez dias, com publicidade nos meios de comunicação. Os partidos políticos também devem ser informados.

O Estado de São Paulo tem o maior número: 529.818. No Rio de Janeiro esse número é de 261.335 eleitores e em Minas Gerais são 175.020. O Distrito Federal tem apenas cinco eleitores que podem ter o título cancelado. Alagoas é o 16º Estado em quantidade de eleitores que podem ter o documento cancelado.

Os eleitores que constarem na relação de faltosos deverão comparecer ao cartório eleitoral no período de 2 de março a 2 de maio para regularizar sua situação. O cidadão deverá apresentar documento com foto que comprove sua identidade, título eleitoral e comprovantes de votação, de justificativa e de recolhimento de multa ou de dispensa de recolhimento.

O não comparecimento para comprovação do exercício do voto, da justificativa de ausência ou do pagamento das multas correspondentes implicará o cancelamento automático do título de eleitor, a ser efetivado de 17 a 19 de maio deste ano.

Cada turno do pleito é considerado uma eleição e a Justiça Eleitoral não expedirá nenhuma notificação ao eleitor informando sobre a pendência no cadastro eleitoral.

Da Assessoria TRE-AL

Comentários