Magalu oferece 100% de cashback em livros de autores negros No Dia da Consciência Negra, clientes receberão todo o dinheiro de volta na compra de cerca de 60 títulos vendidos pelo SuperApp.

19 nov 2021 - 14:30


Foto: Divulgação

O Magalu, empresa que está digitalizando o varejo brasileiro, vai dar 100% de dinheiro de volta a quem comprar livros de autores negros no próximo sábado, 20 de novembro. A ação foi criada para marcar o Dia da Consciência Negra e vale para uma lista de 60 títulos de autores negros brasileiros, comprados pelo SuperApp ou site da companhia. 

“O objetivo da ação é dar visibilidade à vasta produção de autores negros nacionais”, afirma Ana Luiza Herzog, gerente corporativa de Reputação e Sustentabilidade do Magalu, uma das áreas responsáveis pela estratégia de diversidade e inclusão da companhia. A promoção é realizada pela segunda vez para marcar o Dia da Consciência Negra. Em 2020, a ação contou com 50 títulos. 

A lista deste ano inclui obras como Torto Arado, de Itamar Vieira Junior, ganhador do Prêmio Jabuti 2020 de melhor romance literário. O livro, um dos mais vendidos no país, já ultrapassou 100 mil exemplares comercializados, marca rara no mercado editorial nacional. No Magalu, custa 39,90 reais, e, no sábado, dará o mesmo valor em cashback a quem comprá-lo pelo SuperApp. 

Além de Torto Arado, estão na lista: O Avesso da Pele, de Jeferson Tenório, Cartas para minha Avó, de Djamilla Ribeiro, Racismo Estrutural, de Silvio Almeida, O Pequeno Príncipe Preto, por Rodrigo França e Intolerância Religiosa, do Pai Sidnei.

Os benefícios são válidos apenas para os itens da seleção, indicada no post da Lu nas redes sociais. A compra é limitada a uma unidade do mesmo livro por pedido e a promoção é válida enquanto durarem os estoques. Confira a lista mais abaixo.

Foto: Divulgação / Blog Estante Virtual

Diversidade e inclusão no dia a dia

Nos últimos anos, o Magalu reforçou as ações de diversidade e inclusão na companhia. Em 2020, realizou seu primeiro processo seletivo de trainees exclusivo para pessoas pretas e pardas. O programa foi criado após uma pesquisa revelar a disparidade no número de pessoas negras em cargos de liderança no Magalu. O programa de trainees atraiu mais de 20 000  candidatos. Os 19 selecionados concluirão o treinamento em dezembro, enquanto a companhia seleciona os candidatos da turma de 2022, que será novamente formada exclusivamente por trainees negros.

Paralelamente ao programa de trainees, a empresa desenvolveu uma série de ações para aumentar a diversidade nos cargos mais altos do Magalu. A área de gestão de pessoas estabeleceu metas de contratação de colaboradores negros para posições de liderança e definiu uma política de promoção de funcionários que incentiva a diversidade entre os cargos.

A área também incorporou cotas em programas de capacitação, como o Luiza <Code>, que forma mulheres para a área de tecnologia. As primeiras turmas do curso tiveram 50% das vagas destinadas a mulheres negras e já certificou mais de 100 programadoras pretas e pardas em seis meses. Essas ações foram discutidas com o grupo de afinidade, formado por colaboradores negros, e criado em 2020. O grupo funciona como uma consultoria interna, que ajuda a validar iniciativas, posicionamentos e políticas de inclusão da empresa. 

Dinheiro de Volta Magalu

O dinheiro de volta nas compras, uma prática conhecida como cashback, será depositado na carteira virtual Magalu Pay. O dinheiro poderá ser usado no pagamento de contas, transferências ou em novas compras no aplicativo.  O cashback do Magalu é “garantido”, ainda que o cliente não tenha a conta do Magalupay no momento da compra. O valor é depositado quando a conta é aberta — prática inédita no mercado. Assim que ele abrir a conta, os valores do cashback estarão disponíveis no SuperApp Magalu, sem a necessidade de fazer download de outro aplicativo.

Confira alguns dos livros participantes da ação:

50 Contos de Machado de Assis – Machado de Assis – Companhia das Letras

A Mulher que Pariu Um Peixe – Raí Soares – Editora Jandaíra

Amoras – Emicida – Companhia das Letrinhas

Apropriação Cultural – Rodney William – Editora Jandaíra

Cartas Para Minha Avó – Djamila Ribeiro – Companhia das Letras

Casa de Alvenaria – Volume 1: Osasco – Carolina Maria de Jesus – Companhia das Letras

Casa de Alvenaria – Volume 2: Santana – Carolina Maria de Jesus – Companhia das Letras

Da Favela Para o Mundo – Edu Lyra – Buzz Editora

De Passinho em Passinho – Otávio Júnior – Companhia das Letrinhas

Dom Casmurro – Machado de Assis – Penguin

E foi assim que eu e a escuridão ficamos amigas – Emicida – Companhia das Letrinhas

Empoderamento – Joice Berth – Editora Jandaíra

Enterre seus Mortos – Ana Paula Maia – Companhia das Letras

Escritos de Uma Vida – Sueli Carneiro – Editora Jandaíra

Guardei no Armário (NOVA EDIÇÃO) – Samuel Gomes – Paralela

Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis – Jarid Arraes – Seguinte

Interseccionalidade – Carla Akotirene – Editora Jandaíra

Intolerância Religiosa – Sidnei Nogueira – Editora Jandaíra

Justiça e Letalidade Policial – Poliana Ferreira Silva – Editora Jandaíra

Kuami – Cidinha da Silva – Editora Jandaíra

Lima Barreto: Obra Reunida (Box) – Lima Barreto – Nova Fronteira

Lugar de Fala – Djamila Ribeiro – Editora Jandaíra

Mais Forte – Luana Génot – Objetiva

Meu Caminho Até a Cadeira Número 1 – Rachel Maia – Globo Livros

Mocambos e Quilombos – Flávio dos Santos Gomes – Claro Enigma

Na minha pele – Lázaro Ramos – Objetiva

Não Pararei de Gritar – Carlos de Assumpção – Companhia das Letras

O Alienista – Machado de Assis – Penguin

O Amor como Revolução – Pastor Henrique Vieira – Objetiva

O Avesso da Pele – Jeferson Tenório – Companhia das Letras

O Catador de Sonhos – Geraldo Rufino – Gente

O Enegrecer Psicopedagógico – Clarissa Brito – Editora Jandaíra

O Monge e o Pastor – Pastor Henrique Vieira – Objetiva

O Pequeno Príncipe Preto – Rodrigo França – Nova Fronteira

O Sol na Cabeça – Geovani Martins – Companhia das Letras

Olhos D’Água – Conceição Evaristo – Pallas

Parem de Nos Matar – Cidinha da Silva – Editora Jandaíra

Pedagoginga, autonomia e mocambagem – Allan da Rosa – Editora Jandaíra

Pequeno manual antirracista – Djamila Ribeiro – Companhia das Letras

Por um Feminismo Afro-latino-Americano – Lélia Gonzalez – Zahar

Quem tem medo do feminismo negro? – Djamila Ribeiro – Companhia das Letras

Querer, Poder, Vencer – Thelma Assis – Planeta

Racismo Estrutural – Silvio Almeida – Editora Jandaíra

Racismo Recreativo – Adilson Moreira – Editora Jandaíra

Redemoinho em Dia Quente – Jarid Arraes – Alfaguara

Sobre os Canibais – Caetano W. Galindo – Companhia das Letras

Sobrevivendo no Inferno – Racionais MC’s – Companhia das Letras

Todas as Letras – Gilberto Gil – Companhia das Letras

Torto Arado – Itamar Vieira Junior – Todavia

Trabalho Doméstico – Juliana Teixeira – Editora Jandaíra

Triste Fim de Policarpo Quaresma – Lima Barreto – Penguin

Tudo Nela é de se Amar – Luciene Nascimento – Estação Brasil

Um Buraco Com Seu Nome (NOVA EDIÇÃO) – Jarid Arraes – Alfaguara

Uma História Feita Por Mãos Negras – Beatriz Nascimento – Zahar

Sobre o Magalu

O Magalu é o maior ecossistema para comprar e vender no Brasil, uma plataforma digital, com pontos físicos e calor humano. Desde maio de 2011, a companhia é listada no Novo Mercado da B3. Nos últimos anos, fez diversas aquisições, consolidando sua presença nacional. Além de 1.400 lojas em 21 estados do país, o Magalu conta com mais cinco marcas online: Netshoes, Zattini, Shoestock, Época Cosméticos e Estante Virtual – além de milhares de sellers em seu marketplace, a plataforma de delivery AiQFome e um SuperApp com quase 38 milhões de usuários ativos. Atualmente, o Magalu emprega mais de 45 mil funcionários. Sua política de gestão de pessoas foi reconhecida com diversos prêmios.

Por Assessoria

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.