Júri absolve santanense do crime de homicídio por acidente na AL 130 Livre do crime mais grave, o réu acabou condenado por lesão corporal culposa.

12 set 2019 - 16:23

Arte: Assessoria TJ-AL

O Tribunal do Júri em Santana do Ipanema decidiu nesta quinta-feira (12) absolver o réu José Aparecido de Oliveira, popularmente conhecido por “Professor Cido”, do crime de homicídio, proveniente de um acidente de trânsito em 2012.

Além da morte de uma pessoa, como o episódio deixou duas pessoas feridas, o docente acabou sendo condenado por lesão corporal culposa. Por essas acusações, como não depende do Júri, a decisão partiu do juiz Leandro de Castro Folly que o sentenciou a 2 anos, 10 meses de  e 5 dias de reclusão.

O magistrado concedeu ao réu o direito de recorrer da sentença em liberdade e na própria sentença também alterna  determinou a conversão da pena de prisão por medidas alternativas.

Em conversa com o site Alagoas na Net, os advogados de defesa do réu, Ubiratan Alves e Edmilson Silva (Tuca Maia) se mostraram satisfeitos com o resultado é avaliaram que a decisão imposta foi justa. Eles informaram que posteriormente o magistrado dirá quais são as medidas alternativas para o réu.

O acidente

O acidente envolvendo o professor Cido e as três pessoas do caminhão aconteceu em 14 de dezembro de 2012. Para relembrar o caso, CLIQUE AQUI.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários