Judiciário prorroga suspensão de atividades presenciais até 31/05 Regras de novo Ato Normativo mantém priorização do teletrabalho para prevenir a disseminação do coronavírus

03 Maio 2021 - 11:31

Foto: Assessoria / TJ-AL

O Judiciário de Alagoas publicou novo Ato Normativo Conjunto prorrogando a suspensão de atividades presenciais, com exceção dos atos processuais, jurisdicionais e administrativos que sejam incompatíveis com o teletrabalho. A medida visa prevenir a disseminação do novo coronavírus.

A publicação, que está no Diário da Justiça Eletrônico desta segunda-feira (3), vale até o dia 31 de maio. As regras são as mesmas do Ato Normativo anterior, publicado no início de abril.

Audiências previamente agendadas consideradas urgentes podem ser mantidas, a critério dos juízes. O Ato veta a realização de eventos no Judiciário que possam gerar aglomeração. 

Os oficiais de Justiça continuam cumprindo presencialmente as intimações e citações em processos de alimentos, de improbidade administrativa, de crimes contra a administração pública incluídos na Meta 04/2020 do Conselho Nacional de Justiça, nos casos de réus presos ou internados, e processos urgentes, a critério dos magistrados.

As unidades judiciais, quando possível, deverão realizar as comunicações por email, aplicativo ou carta, antes da expedição e envio de mandados judiciais ao cumprimento pelos oficiais de justiça. O prazo para o cumprimento e devolução dos mandados já distribuídos também ficam suspensos.

Clique aqui para acessar o Ato Normativo Conjunto nº 5/2021, assinado pelo presidente do TJAL, Klever Loureiro, e o corregedor-geral de Justiça, Fábio Bittencourt.

Por Assessoria / TJ-AL

Comentários