Ibovespa próximo dos 100 mil pontos indica recuperação em V do Brasil? “As aberturas do comércio no país estão colocando um pouco mais de confiança na recuperação em V e isso tem impactado de maneira positiva o mercado financeiro”

10 jul 2020 - 09:30

Foto: Divulgação

Dados divulgados recentemente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) registraram o comportamento de vendas no varejo do Brasil. Em abril o tombo foi recorde. As vendas do comércio varejista brasileiro apontaram crescimento de 13,9% em maio, em comparação com o mês anterior. 

A taxa é a melhor desde o início da série histórica em janeiro de 2000. No entanto, o forte avanço foi insuficiente para recuperar a perda acumulada do setor de 19,1%, sendo -2,8% em março e -16,3% em abril, devido aos impactos da pandemia do novo coronavírus (covid-19) e das medidas de isolamento social. Além disso, a bolsa de valores voltou a se aproximar dos 100 mil pontos, o que gera otimismo para o mercado financeiro.

O Economista-Chefe da Nova Futura Investimentos, Pedro Paulo Silveira, destaca que as pessoas não aumentaram seu consumo, elas apenas recuperaram parte das perdas que tiveram desde o início da crise. “Em relação ao ano anterior, as vendas ainda estão em queda. O que houve de positivo é que as vendas vieram melhores do que o mercado esperava. Em parte, porque é muito difícil estimar quedas e recuperações tão fortes, em outra porque o fluxo do auxílio emergencial ajudou muito as famílias”, completa. Além do mais, Silveira enfatiza que o mercado antecipa a recuperação da economia e comenta sobre a alta do Ibovespa. “Como o pior momento da crise foi em março, abril e maio, o mercado já olha para a frente vendo um cenário melhor. Com isso, as taxas de juros baixas aqui e a recuperação do mercado acionário nos EUA ajudou a dar força para o Ibovespa”.

Para Daniela Casabona, Sócia-Diretora da FB Wealth a abertura das economias ajudou o crescimento de vendas do varejo, mas os negócios online também têm um papel importante nesse aumento. “Com as pessoas tentando voltar para a vida normal o consumo por si só volta a girar. As pessoas começaram a ter mais confiança que vão conseguir manter seus ganhos mensais e passam a consumir de forma mais natural. Ainda assim, o papel de empresas online contribuiu bastante para o crescimento, onde as pessoas passaram a consumir no conforto de casa”. Ademais, Casabona acredita que a alta no Ibovespa se deve a volta da economia. “As aberturas do comércio no país estão colocando um pouco mais de confiança na recuperação em V do país e isso tem impactado de maneira positiva o mercado financeiro”, finaliza.

Por Assessoria 

Comentários