IBGE faz entrevistas por telefone durante pandemia; saiba identificar o entrevistador

21 abr 2020 - 09:14

IBGE faz entrevistas por telefone durante pandemia (Foto: Valter Campanato / Agência Brasil)

A pandemia provocada pelo novo coronavírus alterou profundamente a dinâmica da sociedade, com a redução das interações entre as pessoas e o isolamento social como regra. Diante desse cenário, o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) passou a coletar os dados das pesquisas pelo telefone, substituindo o método presencial de visitas a domicílios e estabelecimentos.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), que mede o desemprego, é uma das pesquisas que passou ser coletada remotamente. De acordo com o supervisor do estudo, Addson Lima, a participação da sociedade é fundamental para que se possa entender os reflexos da pandemia no mercado de trabalho e na vida dos brasileiros.

“Sem as informações prestadas não há estatística. Elas são fundamentais para o governo no momento da elaboração de políticas públicas e tomada de decisões”, afirmou.

As entrevistas duram, em média, 15 minutos, e o contato inicial será feito em horário comercial. O informante poderá, contudo, realizar o agendamento para outro horário.

Como identificar o entrevistador?

Ao receber a ligação, o informante tem três caminhos possíveis para confirmar a identidade do entrevistador: telefone, site ou e-mail.

Pelo telefone, basta ligar para o telefone 0800 721 8181 e seguir as diretrizes estabelecidas na ligação. A chamada deverá ser feita de um telefone fixo.

Na internet, a checagem pode ser feita através do site www.respondendo.ibge.gov.br. Em seguida, o informante clica na guia “Verifique a identidade do entrevistador” e digita o nome completo ou a matrícula, RG ou CPF. Apenas um deles é suficiente para a verificação.

Caso o entrevistado prefira a via do correio eletrônico, basta enviar uma mensagem para o e-mail ibge@ibge.gov.br

Por Assessoria 

Comentários