Hemoal necessita de doação de plaquetas para atender recém- nascidos e crianças com Leucemia

08 mar 2013 - 14:15


Foto: Olival Santos

Foto: Olival Santos

O Hemocentro de Alagoas (Hemoal) não possui plaquetas para atender aos hospitais e maternidades publicas do Estado. Uma realidade que está prejudicando o atendimento a recém- nascidos prematuros e crianças com leucemia, além de pacientes com Anemia Falciforme e vítimas de acidentes de trânsito ou de armas branca e de fogo.

Para evitar que pacientes morram em decorrência da falta de transfusões de sangue ou plaquetas, a direção do Hemoal apela por doações. Isso porque, segundo a diretora do órgão, Verônica Guedes, as plaquetas são hemocomponentes que impedem hemorragias sanguíneas, mas, em razão da Leucemia e das infecções desencadeadas em recém-nascidos, o organismo tem dificuldade em produzi-las, provocando sangramentos, dores de cabeça, palidez e manchas roxas na pele.

“As plaquetas são produzidas pela medula óssea e são imprescindíveis para crianças com Leucemia, que passam por quimioterapia e radioterapia, além dos recém- nascidos prematuros. Um dos nossos principais consumidores é a Maternidade Escola Santa Mônica, que necessita de plaquetas para tratar das infecções dos bebês, evitando que eles venham a ter sangramentos e evoluam para óbito”, evidenciou Verônica Guedes.

Como doar plaquetas – Para realizar a doação de plaquetas, o voluntário deve ter entre 18 a 60 anos de idade, peso igual ou superior a 60 kg e boas condições de saúde. Segundo o Ministério da Saúde (MS), o doador não pode ter contraído doença de Chagas, sífilis, hepatite e HIV, além de apresentar um documento de identificação com foto no momento do cadastro.

Depois de realizar o cadastro na recepção do Hemoal, o paciente passa por uma avaliação médica e, caso esteja em perfeito estado de saúde, é encaminhado para realizar a doação de plaquetas por aférese, onde são preservadas as hemácias e o plasma. Após a doação, cujo processo é seguro e não trás risco à saúde do doador, o organismo realiza a reposição das plaquetas em até 48 horas.

Para realizar a doação o voluntário deve comparecer no Hemoal, localizado na Rua Dr. Jorge de Lima, no bairro Trapiche, próximo ao Estádio Rei Pelé, em Maceió. O órgão funciona das 7h às 18h, de segunda a sexta-feira, além de atender aos sábados, no horário das 8h às 12h. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone (82) 3315 – 2109 e do e-mail hemoal@saude.al.gov.br

Por Ascom / Saúde

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.