Ufal no Sertão promove evento sobre linguagem e sua influência na sociedade Evento será virtual e inicia no próximo dia 1º de novembro.

23 out 2021 - 08:30

Foto: Gerd Altmann / Pixabay / Ilustração

O Campus do Sertão da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) realiza do dia 1º a 5 de novembro, a 2ª edição do Papo Extra. O evento é uma realização do Grupo de Estudos em Linguística Aplicacada-Queer em questões do Sertão Alagoano (Gelasal) e traz para o centro do debate reflexões sobre a linguagem e sua influência na comunidade.

A programação terá sete palestras-aulas e 13 minicursos, com o tema central Linguagem e Território. O professor Ismar Filho, coordenador do Gelasal e organizador do evento, diz que o Papo Extra é uma atividade que visa a promoção de reflexões “extras” relevantes para a relação linguagem e sociedade.

“Após quase oito anos da primeira edição, pretendemos colocar em pauta discussões sobre a interface ‘linguagem e território’, na qual estão implicadas questões a respeito de territorialidade, sujeitos [gênero e sexualidade] e aprendizagens escolarizadas sobre o sertão nordestino”, explicou.

Organizado como um evento-aula, a programação nasce vinculada epistemologicamente à Linguística Aplicada interdisciplinar, área dos estudos linguísticos e discursivos na qual se realiza o agenciamento e o diálogo de saberes com diferentes áreas do conhecimento, a exemplo das pesquisas realizadas no Gelasal, que se debruçam sobre o encontro do linguístico, do histórico e do geográfico.

Participam desta edição grandes nomes da ciência brasileira, a exemplo do professor Luiz Paulo da Moita Lopes, da Universidade Federal do Rio e Janeiro (UFRJ), e o professor Durval Muniz de Albuquerque Júnior, das universidades federais de Pernambuco (UFPE) e do Rio Grande do Norte (UFRN). O número de vagas está limitado a cem pessoas para palestras-aulas e a 20 pessoas para cada minicurso. Confira a programação abaixo.

Papo Extra

O evento é uma atividade acadêmica realizada dentro do curso de Letras-Língua Portuguesa do Campus do Sertão. O 1º Papo Extra ocorreu em dezembro de 2013 e teve como temática Ensino de Língua Portuguesa. Contou com uma videoconferência e com uma palestra.

Programação 2021

Abertura – das 19h às 19h30

Equipe da Organização do 2º Papo Extra
Coordenação do curso de Letras-Língua Portuguesa
Direção Acadêmica do Campus do Sertão

Palestras-aulas

Dia 1º – das 19h30 às 21h – Palestra-aula 1 – Linguagem e território
Professor Ismar Inácio dos Santos Filho (Gelasal)
Com mediação da professora Mariana Galdino Santana e o professor Hugo Pedro Silva dos Santos

Dia 2 – das 19h às 21h – Palestra-aula 2 – O rapto do sertão: a captura do conceito de sertão pelo discurso regionalista nordestino

Professor Durval Muniz de Albuquerque Júnior (UFPE e UFRN)
Com mediação do professor Ismar Inácio dos Santos Filho

Dia 3 – das 14h às 16h – Palestra-aula 3 – Leitura urbanística de Luziápolis: cartografia de um pequeno território

Sônia da Rocha (arquiteta e urbanista, licenciada e especialista em Letras – professora nas secretarias de Educação de Campo Alegre e Teotônio Vilela em Alagoas)
Com mediação do professor Ismar Inácio dos Santos Filho

Dia 3 – das 19h às 21h – Palestra-aula 4 – Desejo na biopolítica do agora: questões da/na Linguística Aplicada Indisciplinar

Professor Luiz Paulo da Moita Lopes (PIPGLA-UFRJ)
Com mediação do professor Ismar Inácio dos Santos Filho

Dia 5 – das 9h às 11h – Palestra-aula 5 – O sertão/Nordeste e a memória metálica

Professora Débora Raquel Hettwer Massmann (PPGLL-Ufal; Letras-Ufal-Campus do Sertão)
Com mediação do professor Ismar Inácio dos Santos Filho

Dia 5 – das 14h às 16h – Palestra-aula 6 – História, discursos e arte(fatos) na invenção da ‘terra do fumo’, Arapiraca (AL)

Professor Daniel Alves dos Santos (Secretaria de Educação de Major Izidoro em Alagoas)
Com mediação do professor Ismar Inácio dos Santos Filho

Dia 5 – das 19h às 21h – Palestra-aula 7 – Sonoridades (ditas) nordestinas e arranjos inovadores

Professora Ana Cecília dos Santos (Instituto Federal do Mato Grosso – Campus de Cuiabá)
Com mediação do professor Ismar Inácio dos Santos Filho

Minicursos

Dia 4 – das 14h às 16h – Minicurso 1 – Letramento crítico no Ensino Médio: Uma proposta didática sobre pós-fatos contra o Nordeste/Nordestino(a)s em aulas de Língua Portuguesa, com o professora Mariana Galdino

Dia 4 – das 14h às 16h – Minicurso 2 – Layla: uma borboleta negra sertaneja: abordagem queer da performatização de si como mulher trans, com a professora Camila Ramos

Dia 4 – das 14h às 16h – Minicurso 3 – Nordeste/Nordestes: outras lições em livro didático, com Tiago Lima (Ufal – Campus do Sertão – Gelasal)

Dia 4 – das 14h às 16h – Minicurso 4 – A ressimbolização do semiárido em textos jornalísticos, com Jéssica Cavalcanti ((Ufal – Campus do Sertão – Gelasal)

Dia 4 – das 14h às 16h – Minicurso 5 – Outros sertões, na TV, com professor Hugo Pedro (PPGEL – UFRN; Ufal Campus do Sertão – Gelasal)

Dia 4 – das 14h às 16h – Minicurso 6 – Sertão em Outdoor: discurso político e relações de poder, com a professora Cristiana Oliveira (Universidade Estadual de Alagoas-Uneal; Ufal – Gelasal)

Dia 4 – das 19h às 21h – Minicurso 1 – Na internet e na TV, “outros sertões, com Evellyn Souza (Ufal – Campus do Sertão – Gelasal) e Rafael Gonçalves (Ufal – Campus do Sertão – Gelasal)

Dia 4 – das 19h às 21h – Minicurso 2 – O sertão dicionarizado, com a professora Lirane Barbosa (Ufa – Campus do Sertão – Gelasal)

Dia 4 – das 19h às 21h – Minicurso 3 – Em reportagens, a construção da seca em Alagoas, com a professora Nadine Dantas (Ufal – Campus do Sertão – Gelasal)

Dia 4 – das 19h às 21h – Minicurso 4 – No cordel, a performatização da(s) mulher(es): um estudo em Linguística Queer, com o professor Luana Rafaela dos Santos Souza (Uneal; Ufal – Gelasal)

Dia 4 – das 19h às 21h – Minicurso 5 – Na seca, a chuva – a alegria do sertanejo(a) alagoano(a) postada em vídeos pessoais, com a professora Rakel Teodoro dos Santos (Ufal – Campus do Sertão – Gelasal)

Dia 4 – das 19h às 21h – Minicurso 6 – A seca e o sertão em outdoor e folder, com a professora Dayana Sanderay (Ufal – Campus do Sertão – Gelasal)

Por Assessoria / Ufal

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.