Governo promete poços, carros-pipas e adutora para enfrentar seca no Agreste e Sertão

25 jan 2017 - 23:49

Assinatura da ordem de serviço para o início das obras acontece nesta quinta (26), às 10h, em Senador Rui Palmeira.

Governo aposta em três frentes para enfrentar a seca (Fotos: Agência Alagoas)

Governo aposta em três frentes para enfrentar a seca (Fotos: Agência Alagoas)

O Governo de Alagoas lança nesta quinta-feira (26), no município de Senador Rui Palmeira, pelo menos duas propostas de ações para o enfrentamento da seca em municípios do Agreste e Sertão. A perfuração de poços artesianos e distribuição são as apostas do governador Renan Filho e sua equipe. O mesmo evento servirá também para anunciar a entrega de uma adutora no Alto Sertão.

Os poços e carros-pipas fazem parte da segunda etapa do Programa Água é Vida. Às 10h, o governador Renan Filho assina a ordem de serviço autorizando a perfuração de 100 poços tubulares profundos e apresenta os 122 carros-pipas que serão disponibilizados para atender emergencialmente os municípios que se encontram em situação de emergência.

De acordo com a assessoria do Governo, o Programa Estadual de Perfuração de Poços avançou nos últimos dois anos em Alagoas e, nesta quinta-feira, seu raio de atuação será ampliado. Além da perfuração a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) informa também a instalação de sistemas de abastecimento que serão utilizados para reservar água.

O secretário da pasta Alexandre Ayres afirma que o programa é o maior já feito na história de Alagoas, e todo o seu investimento é com recursos próprios. “A programação do Governo de Alagoas é contínua e mantém a orientação junto aos municípios sobre a política de convivência com a seca”, disse ele. O investimento da Semarh para a efetivação do Programa de Perfuração de Poços é de R$ 2.950.000,00, oriundos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FERH).

Carros-pipas

Paralelamente à assinatura da ordem de serviço autorizando a perfuração de poços, o governador apresenta os 122 carros-pipas que serão disponibilizados em caráter emergencial para a operação. Mais de vinte bombeiros militares da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) estão empregados na operação, atuando na fiscalização, suporte e controle da ação.

Segundo o coordenador estadual de Defesa Civil, major Moisés Melo, a operação terá duração de 120 dias e os recursos já estão assegurados pelo Ministério da Integração, na ordem de R$ 5 milhões. Serão distribuídos quatro milhões de litros de água diariamente, beneficiando 40 municípios e 1.300 comunidades do Agreste e Sertão alagoano. Pelo menos, 220 mil pessoas serão beneficiadas nas duas regiões.

Entre os municípios contemplados estão Água Branca, Arapiraca, Batalha, Belo Monte, Cacimbinhas, Canapi, Carneiros, Coité do Nóia, Craíbas, Delmiro Gouveia, Dois Riachos, Estrela de Alagoas, Girau do Ponciano, Igaci, Igreja Nova, Inhapi, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Lagoa da Canoa, Major Izidoro, Maravilha, Mata Grande, Minador do Negrão, Monteirópolis, Olho D´Água das Flores, Olho D´Água do Casado, Olivença, Ouro Branco, Palestina, Palmeira dos Índios, Pão de Açúcar, Pariconha, Poço das Trincheiras, Piranhas, Quebrangulo, Santana do Ipanema, São Braz, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira e Traipu.

Outra frente

As ações emergenciais inauguradas em Senador se associam a outras iniciativas permanentes, como a entrega da Adutora do Alto Sertão, que fornece água do Canal do Sertão para oito municípios sertanejos. Em paralelo, o trecho 5 do Canal do Sertão está garantido, o que representa água até o Agreste alagoano.

Da Redação com Assessoria

Comentários