Governo Federal libera R$ 16 milhões para Canal do Sertão Odebrechet cobra R$ 60 milhões para concluir o trecho quatro; por falta de recursos, só neste ano, mais de 600 operários foram demitidos

23 set 2019 - 12:00

Foto: Divulgação / Ministério da Integração Nacional

Dos R$ 60 milhões que o governo Federal empenhou em julho passado para a continuação das obras do trecho quatro do Canal do Sertão, liberou apenas R$ 16 milhões. A informação foi revelada pela assessoria de Comunicação da Odebrecht Engenharia & Construção. A empresa soube da liberação pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, que vai encaminhar o montante do custeio da obra para a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra). Esta, por sua vez, ao receber a verba, deverá fazer o repasse à construtora.

O trecho quatro do canal entre os municípios de Igreja Nova e São José da Tapera tem custo previsto em R$ 90 milhões, dos quais R$ 30 milhões foram repassados no início do ano. Este perímetro é de 30 quilômetros de extensão. 87% da obra foi concluído, segundo explicou o engenheiro responsável Pedro Leão. O valor liberado corresponde a pouco mais da metade do total da dívida relativa a serviços já executados.

Em matéria publicada neste final de semana, pela Gazetaweb e Gazeta de Alagoas, o engenheiro responsável pela construção do trecho quatro do Canal do Sertão explicou que já estão prontos e com água 110 quilômetros do canal. O projeto original prevê a construção de 250 quilômetros de canal cortando o Sertão e o Agreste, até o município de Arapiraca.

Veja a matéria completa no GAZETAWEB.COM

Comentários