Governo de AL sanciona LOA, que estima R$ 3,5 bilhões para investimentos em 2021 Montante está previsto no orçamento 2021 e representa o maior investimento per capita do Brasil, acima de R$ 1 mil por pessoa.

20 jan 2021 - 09:19

Montante destinado a investimentos equivale a cerca de 30% do orçamento do Estado (Foto: Márcio Ferreira / Agência Alagoas)

O governador Renan Filho sancionou, nesta terça-feira (19), a Lei Orçamentária Anual (LOA) que estima uma receita líquida de aproximadamente R$ 11,7 bilhões para o exercício financeiro do ano. Do montante, quase R$ 3,5 bilhões serão destinados, exclusivamente, a investimentos em novos projetos no estado, o equivalente a cerca de 30% do orçamento.

Segundo o Governo de Alagoas, o recurso para investimentos é o maior percentual entre todos os estados brasileiros, com o maior valor per capita do país, acima de R$ 1 mil por pessoa. “um marco para a gestão pública alagoana que, através da solidez fiscal e apurado planejamento, garante ainda mais avanços e desenvolvimento para a região”, diz o Estado.

De acordo com o secretário do Planejamento, Gestão e Patrimônio, Fabrício Marques Santos, iniciar o ano com um caixa bem estruturado e uma LOA que demonstra uma forte capacidade de investimento só foi possível graças ao intenso trabalho fiscal e ao equilíbrio das contas públicas nos últimos anos.

“Alagoas, apesar de pequena, se mostra gigante diante de um cenário tão incerto como o do último ano. Mesmo com a crise, 2021 será um período onde ainda mais projetos poderão sair do papel para beneficiar a população. Cerca de 30% do nosso orçamento será direcionado a investimentos, algo que não se vê em outros estados e que é fruto de um trabalho sério e de um esforço de toda a equipe técnica”, afirma Fabrício Marques.

Para o secretário, manter um orçamento equilibrado tem sido um “dever de casa” diário no planejamento público alagoano. Por isso, a peça orçamentária foi construída por meio de bastante estudo e contou com o engajamento de diversos órgãos para que a aplicação dos recursos disponíveis seja eficaz e atenda às necessidades da sociedade em um orçamento balanceado e realista.

“Houve bastante dedicação na estruturação desse orçamento, que contemplará diversas áreas, como na infraestrutura, saúde, e educação. Hoje temos fôlego para tomarmos decisões mais assertivas e direcionar os recursos para grandes e novos projetos. Esse é um dos pontos positivos que o equilíbrio nos gera e tem repercutido, inclusive, a nível nacional. Alagoas tem sido exemplo”, pontua o secretário do Planejamento.

DESTAQUE ENTRE OS ESTADOS

Quando comparado aos demais entes da federação, Alagoas se mostra bem acima da média, tendo o maior percentual de orçamento para investimento do país. O percentual de investimento da consolidação dos estados do sudeste ficou em 4%. Já em relação ao nordeste, a região, sem contar com Alagoas, apresentou um percentual de investimento de 6%. O Piauí, por exemplo, é o segundo estado com maior percentual da participação do investimento no orçamento, 12% do valor total orçado, alcançando um montante de R$ 1,6 bilhão.

“Vamos investir proporcionalmente cinco vezes mais que os demais estados do nordeste. Isso mostra a evolução, destaque e os esforços que o Estado de Alagoas tem tido nos últimos anos, sobretudo, do ponto de vista orçamentário e fiscal”, complementa o secretário Fabrício Marques.

Com a Lei sancionada, órgãos e secretarias já podem implementar ações previstas para este ano. Para conferir a LOA na íntegra, CLIQUE AQUI.

Da Agência Alagoas com edição da Redação

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.