AL: Estado flexibiliza estabelecimentos na capital, mas interior continua igual Vão poder atuar estabelecimentos com até 400m², salões de beleza e barbearia, além de templos, igrejas.

30 jun 2020 - 19:47

Governador fez coletiva para falar da flexibilização na capital (Foto: Reprodução / Instagram)

Em coletiva com a imprensa nesta terça-feira (30), o governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), anunciou as medidas do novo decreto sobre o isolamento social de combate a Covid-19, que passa a vigorar a partir desta quarta-feira (1).

Pelo que foi divulgado, somente a cidade de Maceió recebeu flexibilização para alguns estabelecimentos, passando da chamada Fase Vermelha para a Fase Laranja. O restante do território segue os mesmos padrões dos decretos passados.

Na capital vão poder atuar estabelecimentos com até 400m², salões de beleza e barbearia (com 50% de capacidade), além de templos, igrejas e demais instituições religiosas.

“A capital passa da fase vermelha para a fase laranja. O que isso significa? A reabertura gradual de algumas atividades econômicas. O interior continua na fase vermelha”, declarou Renan Filho.

O governador ainda frisou que, como o decreto do Município de Maceió vale até o dia 2 de julho, a reabertura só acontecerá a partir da sexta-feira, dia 3 de julho.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Pessoal, após avaliação por critérios técnicos da matriz de risco, decidimos avançar de fase em Maceió. A capital passa da fase vermelha para a fase laranja. O que isso significa? A reabertura gradual de algumas atividades econômicas. O interior continua na fase vermelha. Como o decreto do Município de Maceió vale até o dia 2 de julho, a reabertura só acontecerá a partir da sexta-feira, dia 3 de julho. Confira abaixo o que muda em Maceió:⁣ ⁣ 🔶Fase Laranja: (capital – Maceió)⁣ ⁣ 🔸Todos os setores autorizados pela Fase Vermelha;⁣ 🔸Lojas ou estabelecimentos de rua com até 400m² ⁣ 🔸Salões de Beleza e barbearias (50% da capacidade)⁣ 🔸Templos, igrejas e demais instituições religiosas (30% de sua capacidade)

Uma publicação compartilhada por Renan Filho (@renanfilho15) em

Justificativa

Para o Chefe do Poder Executivo, a flexibilização somente da capital alagoana acontece devido a percepção da diminuição dos casos da Covid-19, tanto de infecções quanto de mortes registradas. Ele explicou que isso não tem ocorrido no interior, por isso não houve mudança na restrição ao funcionamento de lojas.

“Somos hoje um dos estados que mais oferece leitos para grupos de cada 100 mil habitantes. Maceió está numa trajetória descendente e o estado também”, destacou, frisando a importância do isolamento social para a redução dos números.

“No interior essa redução ainda não se apresenta com tanta clareza, por isso o estado tomou a decisão para fazer a capital avançar para a fase laranja e o interior segue na fase vermelha, para observar o que vai ocorrer”, completou.

Da Redação com CadaMinuto

Comentários