Gasolina tem 18% de variação de preços no ano, com alta desde maio Combustível registrou aumento de 0,94% em outubro e foi encontrado nas bombas a R$ 4,591.

05 nov 2020 - 18:01

Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

Segundo o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), a gasolina registrou aumento de 0,94% em outubro frente ao mês passado. O comportamento de alta do combustível é sentido desde o mês de maio e vem crescendo gradualmente, até chegar ao valor atual de R$ 4,591.

No acumulado do ano, de janeiro a outubro, o preço do combustível chegou a variar quase 18%, tendo seu pico em janeiro, R$ 4,728, e o valor mais baixo apresentado em maio, a R$ 4,005.

“Desde a retomada das atividades, a gasolina tem avançado nos postos de todo o País, com preços voltando a patamares similares ao do ano passado. Em outubro de 2019, o litro do combustível apresentava a média de R$ 4,564”, pontua Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

A gasolina apresentou aumento em todas as regiões brasileiras, chegando a 1,63% de crescimento na Região Centro-Oeste, que registrou o litro mais caro, R$ 4,685. Já na Região Sul o avanço foi o menor no País, de 0,5% e fechou o mês em 4,386. A variação de preços nas regiões também se destaca no período, com o estudo apontando qeu abastecer com a gasolina foi cerca de 6% mais barato no Sul do que no Centro-Oeste, durante o mês de outubro.

Já o etanol teve aumento de 0,49% no fechamento deste mês, ficando em R$ 3,523. No acumulado do ano, o combustível chegou a variar 17% nos preços, atingindo seu valor mais alto em fevereiro deste ano. A única região em que o combustível apresentou queda foi no Norte do País, ficando 1,09% mais barato do que em setembro. Em todas as outras regiões brasileiras o combustível manteve o comportamento de alta. O valor mais caro foi registrado nos postos do Norte, a R$ 3,715, e o menor na Região Centro-Oeste, onde chegou a ser encontrado a R$ 3,205.

O preço do diesel apresentou queda de 0,4% no fechamento do mês de outubro, sendo encontrado nas bombas a R$ 3,683. De acordo com o levantamento, no acumulado do ano, de janeiro a outubro, o combustível chegou a variar quase 23%, tendo o seu maior valor de 2020 no mês de janeiro (R$ 3,974) e o mais baixo (R$ 3,238), no mês de maio.

O diesel S-10 apresentou queda ainda maior em outubro, ficando 0,51% mais barato frente ao mês de setembro. A média de valor para o combustível no último mês foi de R$ 3,728. No acumulado do ano, o diesel S-10 chegou a variar quase 24%.

A Região Norte figurou com os preços mais altos do País, tanto para o diesel comum como para o diesel S-10, com médias de R$ 3,925 e R$ 3,951, respectivamente. A Região Sul apresentou o valor mais baixo para os combustíveis, fechando em R$ 3,333 e R$ 3,384.

“Podemos observar que o preço do diesel apresentou queda em todas as regiões brasileiras, tendo a maior baixa na Região Sudeste, em que o combustível ficou 0,85% mais barato do que em setembro. Já o Centro-Oeste figurou com o maior recuo para o diesel S-10, com o litro 76% mais barato nas bombas da região”, acrescenta Douglas Pina.

Por Assessoria / Ticket Log

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.