Fim de semana têm roubos de celulares e veículo em Santana do Ipanema

20 mar 2017 - 13:28

Segundo as informações levadas pelas vítimas à polícia, as características dos acusados não são semelhantes, o que indica que as ações possam ter partido de pessoas diferentes.

Moradores foram vítimas de assalto em Santana do Ipanema (Foto: Ilustração)

Moradores foram vítimas de assalto em Santana do Ipanema (Foto: Ilustração)

Pelo menos três casos de roubo foram registrados durante o fim de semana na cidade de Santana do Ipanema, região do Médio Sertão de Alagoas. De acordo com dados da 2ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) a maioria das ocorrências tem como alvo principal os celulares das vítimas.

Na tarde do último sábado (18) duas mulheres foram abordadas por um criminoso na Rua Coronel Lucena, próximo a Prefeitura Municipal. As vítimas relataram que o acusado se aproximou por trás com a ameaça de estar armado. Uma delas ainda tentou agarrar na roupa do suspeito e acabou sendo agredida.

No domingo (19) duas ocorrências ocorreram de forma semelhante, desta vez uma dupla em uma moto efetuou as ações. O primeiro roubo aconteceu na rua que dá acesso ao Hospital Regional Clodolfo Rodrigues de Melo, no bairro da Floresta. As vitimas também tiveram seus celulares levados

A segunda ação se deu numa rua às margens da Avenida Pancrácio Rocha, próximo ao Dnit. A dupla de moto desta vez abordou um casal de namorados e além dos celulares levaram a motocicleta de uma das vítimas.

Segundo as informações levadas pelas vítimas à polícia, as características dos acusados não são semelhantes, o que indica que as ações possam ter partido de pessoas diferentes. As vítimas também afirmaram já ter visto os acusados circulando pela cidade, levando a crer que eles devem morar ou estar no município sertanejo.

Recomendações de sempre

Para além do registro da queixa propriamente dita, o delegado regional João Marcelo reforça as recomendações para quem foi ou possa ser vítima de roubo. “Percebemos que as pessoas que tiveram seu celular roubado, em sua maioria não faz o bloqueio do IMEI [um código unico para cada aparelho]. Se isso fosse feito, acabaria inutilizando o aparelho para quem o levou”, explica o delegado

João Marcelo também atenta para os cuidados para não ser vítima desse ato. “Também recomendamos que as pessoas tenham cuidado ao exibir esses aparelhos no meio da rua. Principalmente ao trafegar por lugares pouco movimentados e de baixa luminosidade”.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários