Sobre Diógenes Pereira

Diógenes Rodrigues Pereira é Psicólogo Clínico, Terapeuta Cognitivo Comportamental, Especialista em Avaliação Psicológica, Palestrante, Consultor Pessoal e Organizacional. Formado pelo Centro Universitário Cesmac (Maceió).


ESTRESSE: Uma bomba relógio dentro de você

6 dezembro 2020


Foto: Reprodução / Pixabay

O termo ESTRESSE em sua origem significa pressão, tensão. Sendo criada para expressar eventos na física e simbolizaram o impacto de duas partes. Existem alguns tipos de estresse, nesse breve texto irei falar sobre o ESTRESSE EMOCIONAL.

Do ponto de vista psicológico, o estresse é uma resposta automática fruto de situações de pressão ou tensão emocional vivida pelo ser humano, seja nas relações profissionais, sociais ou pessoais. 

É muito comum todo ser humano enfrentar diariamente situações estressantes, mas o perigo está na repetição e na intensidade desses episódios, pois é exatamente desse ato continuo que se gera o adoecimento.

Diante as situações de estresse, nosso organismo automaticamente produz substâncias como cortisol e adrenalina, que paparam nosso corpo para uma reação física diante do perigo para fugir ou lutar, ou seja, o corpo fica tenso vigilante. Quando o estresse é continuo e/ou extremo, esse corpo não relaxa e consequentemente adoece. 

Os níveis elevados de cortisol no organismo contribuem para o aumento dos níveis de açúcar, da pressão sanguínea.

O estresse emocional nada mais é do que a resposta que o nosso próprio organismo dá em situações de conflito, de tensão, de medo, entre outras, e que afetam principalmente a saúde mental, mas o corpo físico também apresenta vários sintomas.

Como todo aparato psicológico fica comprometido, o desgaste e as alterações são muito danosas e desconfortáveis. 

Segue alguns sintomas de estresse emocional:

– Problemas de memória, esquecimentos das atividades de rotina;
– Dificuldade de manter-se concentrado;
– Agitação, inquietação e pensamentos acelerados;
– Alterações no humor, irritabilidade constate;
– Insatisfação;
– Preocupação excessiva e constante;
– Comportamentos explosivos
– Impulsividade (o popular pavio curto);
– Dificuldade para tomar decisões;
– Esgotamento Psicológico (não suportar fazer as suas tarefas diárias);
– Dificuldade para relaxar;
– Infelicidade, depressão.

Todas essas reações psicológicas geram também reações físicas:

– Alterações no sistema gastrointestinal;
– Diarreia, mal estar no abdômen, azia, queimação no estômago, (Gastrite é um sinal físico muito comum de estresse);
– Náuseas e/ou tonturas;
– Dores no peito, batimento cardíaco acelerado (arritmia), constipação;
– Queda na imunidade (ficar resfriado constantemente, queda de cabelo);
– Estar sempre cansado;
– Enxaqueca;
– Insônia;
– Perda de libido

Gerenciar todos esses sintomas não é uma tarefa fácil, diante de um dia a dia tão agitados do mundo contemporâneo, à maioria de nós já experimentou ou está sofrendo com esses sintomas e situações listadas acima.

Descrevo aqui três dicas importantes que podem facilitar sua vida:

1°- Faça uma lista das coisas que você gostava de fazer, algo muito prazeroso que antes fazia e que no momento não faz. (A prática de atividades prazerosas te ajuda a relaxar, e farão seu organismo produzir outros neurotransmissores necessários, como endorfina, dopamina, oxitocina, e etc.);

2°- Evite situações e pessoas que te irritam, te desgastam e te adoecem, não dê audiência a quem não te faz bem. Seja inteligente, antes de agir pense e respire de forma organizada, medite, seja cuidadoso consigo mesmo, você é o único inquilino que mora no seu corpo.

3°- Aprenda filtrar as coisas que não são suas, não absorva os problemas que você não resolve, desenvolva a habilidade de vê as coisas e situações e não comentar e nem opinar se não for solicitado. Não pego um peso que você não pode carregar. “Aquilo que você não muda você aceita, e aquilo que você não aceita você muda”.

Caso não consiga colocar em prática essas três dicas, procure um profissional de psicologia, pois sozinho nem sempre é possível administrar você e seus pensamentos, suas emoções e seus comportamentos. Esse tipo de dificuldade emocional quanto mais longa, mas é difícil de eliminar, muito embora não é impossível, desde que você busque essa evolução.

Cuide-se! Não sofra com o estresse.

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.