Estado faz busca ativa por dependentes químicos e atendimento a pessoas em situação de rua A ação da Seprev ocorrida na Pajuçara, em Maceió, mobilizou todas as superintendências da pasta para prevenir violações de direitos humanos

Everton Dimoni / Seprev

31 ago 2023 - 15:00


Ação integrada da Seprev aconteceu no bairro da Pajuçara, na capital alagoana. (Foto: Vitor Beltrão / Seprev)

Uma ação integrada de busca ativa por dependentes químicos e atendimento a pessoas em situação de rua foi realizada, na noite desta quarta-feira (30), na região da Pajuçara, em Maceió. O trabalho envolveu todas as superintendências da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) e resultou em diversos atendimentos psicossociais.

De acordo com o superintendente do programa Ronda no Bairro, coronel Cícero Silva, o local foi escolhido estrategicamente pela grande concentração de dependentes químicos e pessoas em situação de rua e vulnerabilidade social. O superintendente diz ainda que esta é uma operação que acontece quinzenalmente, não só no bairro da Pajuçara, mas em toda capital alagoana.

“Foi observado um aumento na presença de pessoas em situação de rua aqui na Pajuçara, bem como de dependentes químicos que se concentram aqui na região. Diante disso, a Seprev mobilizou todas as superintendências para identificar essas pessoas, ver quais são as suas necessidades e agir de acordo com o que for preciso”, afirmou o coronel.

Lideilma Alves, superintendente de Políticas sobre Drogas da Seprev, explica que o planejamento anual da Seprev tem intensificado as ações itinerantes junto à população em situação de rua. O cronograma também contempla abordagens a dependentes químicos para a oferta do tratamento gratuito disponível para homens e mulheres em todo o estado de Alagoas.

 “Hoje nós estamos com esta ação integrada para nos aproximarmos ainda mais das pessoas em situação de rua, levando atendimento psicológico e social. A depender da situação, também apresentamos a possibilidade de tratamento para dependência química oferecida pela Rede Acolhe do Governo do Estado, para que o adicto possa superar a condição de dependência e retomar a vivência social de maneira saudável e produtiva”, explicou.

A ação contou ainda com as equipes da Casa de Direitos de Maceió, que disponibilizaram a emissão gratuita de documentos essenciais, entre outros serviços oferecidos pelo equipamento, com o intuito de assegurar ao público em situação de rua direitos fundamentais, dirimir ações discriminatórias, garantir seu acesso a serviços públicos e sua participação ativa na sociedade.

Comentários